COB e Estácio renovam parceria até 2024

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) anunciou, nesta segunda-feira (23), a renovação de uma parceria pela qual a instituição de ensino continuará atuando como fornecedora oficial no segmento de educação da entidade esportiva. Pelo acordo, haverá concessão de 40 bolsas de estudo a atletas olímpicos e pan-americanos em atividade e em transição de carreira.

O novo contrato terá vigência até o final de 2024, ou seja, logo após os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Paris. Dessa forma, COB e Estácio chegam ao terceiro ciclo olímpico de um trabalho em conjunto que, segundo o comitê, já beneficiou diversos atletas com cursos de graduação e pós-graduação. 

“É motivo de imensa alegria para o COB a renovação da parceria com a Estácio e a continuidade de uma das mais valiosas e importantes iniciativas de apoio para a capacitação profissional dos atletas brasileiros. A formação acadêmica de qualidade também é fundamental para seu sucesso como esportista e um diferencial no pós-carreira. Por isso, seguiremos oferecendo, em conjunto com a Estácio, esse benefício, que tanto nos orgulha, de cessão de bolsas de estudos, iniciativa muito importante para o desenvolvimento dos nossos atletas”, afirmou Paulo Wanderley, presidente do COB.

“Nosso investimento na educação dos atletas está alinhado à missão da Estácio de ‘Educar para Transformar’. Buscamos incentivar os esportistas brasileiros não apenas a alcançar o pódio, mas também a dar um novo passo em seu futuro, por meio da educação”, destacou Cláudia Romano, vice-presidente de relações governamentais, comunicação e ESG (governança ambiental, social e corporativa, na sigla em inglês), além de vice-reitora de cultura da Estácio.

Para a universidade, que já formou mais de mil atletas e paratletas, e hoje conta atualmente com mais de 700, “promover a interação entre o esporte e a educação permite que os esportistas tenham condições de se prepararem de forma adequada para as competições ao mesmo tempo em que se desenvolvem profissionalmente por meio dos estudos”. 

O projeto de concessão de bolsas de estudos integra o Programa de Carreira do Atleta (PCA), iniciativa do Instituto Olímpico Brasileiro (IOB), área de educação da entidade, que oferece ferramentas para o planejamento e a preparação dos atletas, desde o início da trajetória no alto rendimento até a transição para o mercado de trabalho. 

Entre os nomes que estão na ativa e já se beneficiaram da parceria entre COB e Estácio estão Rafael Buzacarini (judô), Alexander Russo (atletismo), Edson Bindilatti (bobsled), Adriana Aparecida Da Silva (atletismo), Laís Nunes (wrestling) e Rosane dos Santos Reis (levantamento de peso). Nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, 10% dos esportistas brasileiros eram alunos da Estácio, entre eles Fernando Scheffer (bronze na natação) e Laura Pigossi (bronze no tênis).