Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / Running

Com Bota Pra Correr, Olympikus promove retorno da Maratona do Rio

Marca organizou um "treinão" de 5km que passou por cartões-postais da capital fluminense

Wagner Giannella - Rio de Janeiro (RJ)* Publicado em 25/10/2021, às 21h10

Museu do Amanhã fez parte do percurso de 5km do Bota Pra Correr Rio de Janeiro, realizado pela Olympikus - Divulgação / Olympikus
Museu do Amanhã fez parte do percurso de 5km do Bota Pra Correr Rio de Janeiro, realizado pela Olympikus - Divulgação / Olympikus

A Olympikus organizou, neste domingo (24), o Bota Pra Correr Rio de Janeiro, uma espécie de “treinão“ que contou com cerca de 100 convidados, entre influenciadores e clientes, para servir de pontapé inicial para a volta da Maratona do Rio, que é patrocinada pela marca. Cancelada no ano passado por conta da pandemia, a edição 2021 da prova estava prevista para junho, mas também foi adiada devido à Covid-19 e será disputada no dia 15 de novembro.

O “treinão“ teve um percurso de 5km que percorreu alguns cartões-postais da região central da capital fluminense. Com largada na Praça Mauá, em frente ao Museu de Arte do Rio (MAR), o trajeto ainda passou pelo mural “Etnias”, feito pelo artista Eduardo Kobra para os Jogos do Rio 2016 e considerado o maior mural de grafite do mundo, e também pela Rio Star, o Museu do Amanhã e a Igreja da Candelária.

Durante o evento, a Olympikus revelou uma ativação para conectar a plataforma Bota Pra Correr, criada pela marca em 2019 com a proposta de convidar os participantes a conhecerem o Brasil correndo, com a Maratona do Rio. Naquele ano, a edição inaugural da plataforma teve três etapas (Jalapão, Pantanal e Alter do Chão). Em 2020 e 2021, as etapas foram canceladas. No entanto, em 2022, já estão programadas duas provas para o segundo semestre, em locais que ainda não foram divulgados oficialmente.

Embaixador da Olympikus, treinador Ademir Paulino comandou o treinão na região central do Rio de Janeiro.
Foto: Divulgação / Olympikus

“O retorno de um evento do porte da Maratona do Rio é um grande marco para a retomada das corridas físicas, depois de um longo período de provas virtuais. Mais que isso, é um momento de reencontro da comunidade de corrida. Esse treino representa não só a nossa contagem regressiva para a prova em novembro, mas celebra a oportunidade de corrermos juntos novamente. Quem completar qualquer uma das distâncias (5km, 10km, 21km ou 42km) com um tênis da Olympikus, concorrerá a um sorteio para uma das etapas do Bota Pra Correr 2022”, contou Kátia Buriol, gerente de marketing da marca.

Antes do evento, todos os participantes foram testados para Covid-19 e tiveram a possibilidade de correr com o Corre 1 Eco nos pés, modelo que é o símbolo da iniciativa da Olympikus de utilizar apenas energia limpa na produção de seus tênis a partir de 2022. O projeto foi celebrado no mês passado com a retomada da plataforma Bota Pra Correr em uma corrida apenas para convidados no Parque Eólico Rio do Vento, no Rio Grande do Norte, que será responsável por enviar energia limpa para as fábricas da marca.

Vale lembrar que a Maratona do Rio não se restringe apenas à tradicional distância de 42km. O evento faz parte de um festival de provas e também conta com outras distâncias. No mesmo dia 15 de novembro, também serão disputadas provas de 5km e 10km, enquanto a meia maratona (21km) será realizada um dia antes, ou seja, em 14 de novembro. O festival ainda servirá como um marco para a retomada das grandes provas de corrida de rua no país após mais de um ano e meio fora do calendário por causa da pandemia.

*O jornalista viajou a convite da Olympikus