Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / Sueli na área

Com Surdolimpíada, Turma da Mônica cria personagem surda que é fã de esportes

Sueli, de 9 anos, expandirá a representatividade das Pessoas com Deficiência (PcD) no universo criado por Mauricio de Sousa

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 02/05/2022, às 09h07 - Atualizado às 09h11

Sueli é a primeira personagem surda do universo da Turma da Mônica - Divulgação / Turma da Mônica
Sueli é a primeira personagem surda do universo da Turma da Mônica - Divulgação / Turma da Mônica

A Turma da Mônica terá sua primeira personagem surda. Trata-se de Sueli, uma garota de 9 anos que tem como uma de suas principais características ser fã de esportes. A personagem fez sua estreia nos últimos dias, em postagens nas redes sociais realizadas pelo Instituto Mauricio de Sousa (IMS) em parceria com a 24ª edição da Surdolimpíada de Verão, que tiveram início neste domingo (1º) e irão até o próximo dia 15 de maio, em Caxias do Sul (RS).

A ideia de criação da personagem nasceu de uma vontade antiga do desenhista Mauricio de Sousa. Com a realização do evento olímpico, ganhou forma. De acordo com o IMS, Sueli se comunica pela Língua Brasileira de Sinais (Libras), como meio legal de comunicação e expressão dos surdos, conforme a Lei 10.436/2002.

“A Turma da Mônica já apareceu em várias histórias se comunicando com Libras, e já fazia tempo que eu pensava em trazer uma personagem surda para fazer parte da turminha. O fato de as Surdolimpíadas acontecerem pela primeira vez no Brasil foi um ótimo incentivo para que a Sueli finalmente nascesse”, explicou Mauricio de Sousa, pai da Turma da Mônica.

Para elaborar a personagem, os estúdios Mauricio de Sousa Produções contaram com a colaboração da organização da 24ª Surdolimpíada e de professores da instituição sem fins lucrativos Derdic, que é mantida pela Fundação São Paulo e vinculada academicamente à PUC São Paulo. A instituição atua na educação, acessibilidade e empregabilidade de surdos, e oferece atendimento clínico para pessoas de baixa renda com alterações de audição, voz e linguagem.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 5% da população brasileira tem alguma deficiência auditiva. Esse número representa 10 milhões de pessoas, sendo que 2,7 milhões possuem surdez profunda. Em suas histórias, Sueli deve abordar os aspectos e temas comuns à comunidade surda, além de reforçar a importância da acessibilidade e da inclusão.

Com a chegada da nova moradora do bairro do Limoeiro, a Turma da Mônica expande a representatividade das Pessoas com Deficiência (PcD). Além de Sueli, a turminha já possui personagens como Luca (cadeirante), Dorinha (deficiente visual), Tati (portadora de Síndrome de Down) e André (autista).

Em sua 24ª edição, a Surdolimpíada de Verão está recebendo atletas surdos de mais de 77 nacionalidades. Os homens disputarão 20 modalidades esportivas, enquanto as mulheres competirão em 18.