Corona coloca Gabriel Medina, Filipe Toledo e Tatiana Weston-Webb para limpar praia em ação na WSL

Surfistas estão presentes em Saquarema (RJ) para disputa da etapa brasileira da Liga Mundial

O Oi Rio Pro apresentado por Corona, etapa brasileira da World Surf League (WSL), teve início nesta quinta-feira (23) em Saquarema (RJ). Apresentadora do evento, a marca de cerveja decidiu fazer uma ação um dia antes para ajudar na conscientização da população sobre a importância de preservar a natureza.

Dessa forma, a quarta-feira (22) foi um dia diferente para três dos principais surfistas do país. Gabriel Medina, Filipe Toledo e Tatiana Weston-Webb lideraram uma ação de limpeza de praia em Saquarema em uma ação realizada em parceria com a ONG Mar Sem Lixo. A “equipe” dos três retirou da praia resíduos descartados de forma irregular, especialmente lixo plástico.

Como primeira marca global de bebidas a receber a classificação de neutralidade em resíduos plásticos, a Corona tem como objetivo convidar as pessoas a imaginarem um mundo sem plástico. A marca, inclusive, usará seu espaço na arena do evento para engajar os atletas e o público, com diversas ações pensadas para reforçar a conexão entre surfe e sustentabilidade.

Durante o campeonato, a cerveja quer levar a consciência ambiental e o estilo de vida da marca para a Casa Off Flutuar, espaço apresentado por Corona que receberá convidados para experiências exclusivas até a próxima quinta-feira (30), data do término da etapa brasileira.

“A praia é onde eu passo a maior parte do meu tempo, seja surfando nas competições ou apenas me divertindo com a família e os amigos. O surfe é mais do que um esporte, é um estilo de vida que nos ensina diariamente a respeitar e cuidar da natureza. Precisamos fazer a nossa parte e engajar quem está à nossa volta a fazer o mesmo”, afirmou Tatiana Weston-Webb.

De acordo com a Corona, a marca já foi responsável por quase 80 limpezas de praia pelo Brasil desde 2019, percorrendo aproximadamente 7 milhões de m² de praia e retirando cerca de 17,5 toneladas de lixo da natureza. Há menos de um mês, a cerveja também anunciou que destinará, ainda neste ano, os recursos para que mais de 5 mil toneladas de plástico (o que representaria mais de 287 milhões de garrafas descartáveis de 500 ml, uma garrafa de plástico para cada long neck de Corona vendida no Brasil) sejam recicladas.