Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / Estratégia

Cruzeiro lançará Fan Token com intuito de se aproximar dos torcedores

Para celebrar início da parceria, serão comercializadas artes comemorativas em NFT de Rafael Sóbis e Ariel Cabral

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 26/11/2021, às 11h58

Expectativa é que a comercialização de Fan Tokens possa gerar até R$ 20 milhões em vendas para o clube - Divulgação
Expectativa é que a comercialização de Fan Tokens possa gerar até R$ 20 milhões em vendas para o clube - Divulgação

Com o objetivo de dar mais um passo no processo de reconstrução do clube e se aproximar dos torcedores, o Cruzeiro lançará, em dezembro, o Cruzeiro Fan Token (CRZ). Com ele, o torcedor poderá participar ativamente de decisões importantes do cotidiano do clube, ajudar financeiramente a instituição e ainda receber recompensas exclusivas.

De acordo com o Cruzeiro, o torcedor, poderá, por exemplo, ajudar a escolher a música que será tocada no estádio e o design do ônibus. Além disso, participará do mecanismo de solidariedade na negociação de atletas, entre outras decisões mais estratégicas, de acordo com o nível de participação dentro da plataforma.

A expectativa é que a comercialização de Fan Tokens possa gerar até R$ 20 milhões em vendas para o clube. O produto terá opções para diferentes classes sociais, e a torcida poderá acessar serviços integrados e ainda concorrer a produtos oficiais.

“O Cruzeiro foi procurado por todas as empresas líderes deste mercado que é o mais aquecido do mundo no momento. Só que o modelo que o Cruzeiro se propôs a participar desde o início da gestão foi focado 100% em inovação e com o torcedor no centro de tudo. Escolher esta personalização com estrutura única é a maior prova da conexão entre clube e sua torcida. Vamos ter uma plataforma própria para aproximar ainda mais o torcedor ao programa de sócios, em que todos terão possibilidades diferentes do que outros torcedores quando o assunto é Fan Token. Ter a oportunidade de poder escolher um projeto que, ao mesmo tempo é financeiramente bom para o clube e também o melhor produto para o torcedor, é uma oportunidade muito boa”, revelou Sérgio Santos Rodrigues, presidente do Cruzeiro.

“O Cruzeiro buscou um modelo inédito no mundo com organização e consolidação com seu Fan Token. Procuramos nos afastar do modelo tradicional sem muitos benefícios para criar um modelo próprio e exclusivo para o nosso torcedor. Neste novo modelo, o Cruzeiro não está amarrado a nenhuma limitação, e aos poucos a gente espera que o Fan Token substitua o programa de sócio-torcedor. Além disso, esperamos que o torcedor possa ter o retorno do seu investimento”, completou Rodrigo Moreira, diretor de marketing e inovação do clube mineiro.

Para o torcedor, outra opção de participação no Cruzeiro Fan Token é a de ser um investidor da plataforma, que será administrada pela Faaro, plataforma digital que oferece gerenciamento de bens, marketplace exclusivo e serviços especializados para a gestão de coleções, patrimônios e objetos raros.

“O Cruzeiro Fan Token trará uma mudança estrutural para ajudar o clube a gerar novos negócios com mais transparência e sustentabilidade a longo prazo. O produto aproximará o torcedor cruzeirense que mora em qualquer lugar do planeta ao clube, gerando engajamento local e global. Os torcedores serão sócios do Cruzeiro Fan Token”, explicou Alisson Mendonça, fundador da Faaro.

“O Token da Nação Azul é um serviço 360 que vai agregar diversos elementos comuns ao amante de futebol, mas, mais do que isso, será a oportunidade de aproximação com o clube por meio de uma plataforma integrada com infinitas possibilidades”, afirmou Lucas Cardeal, CEO da Lunes, empresa de blockchain e parceira da Faaro no Cruzeiro Fan Token.

Para celebrar o início da parceria, serão comercializadas artes comemorativas em NFT de dois ídolos do Cruzeiro: Rafael Sóbis, que fez sua última partida profissional pelo clube nesta quinta-feira (25), e Ariel Cabral, que deixará a equipe até o final do ano.

Por fim, além dos benefícios para os torcedores, o Token da Nação Azul será o primeiro no mundo a destinar 1% do valor arrecadado para projetos sociais em parceria com o Grupo Dadivar, que promove o desenvolvimento de organizações sem fins lucrativos, negócios de impacto social e programas de investimento social.