Decathlon fechará duas últimas lojas físicas nos Estados Unidos

A Decathlon fechará suas últimas duas lojas físicas nos Estados Unidos a partir de 15 de março. Ambas ficam em San Francisco, na Califórnia. Sem estabelecimento próprio no país, a rede francesa de distribuição de moda e equipamentos esportivos focará seus esforços na loja on-line e na venda de produtos nas redes varejistas Walmart e Target.

Segundo comunicado da companhia, a empresa pretende continuar investindo em sua rede de distribuição para pontos de venda de terceiros nos Estados Unidos. No entanto, não está nos planos da Decathlon voltar a ter lojas próprias no país.

“Estamos mudando nosso modelo de negócios para nos adaptarmos ao mercado”, afirmou Christian Ollier, CEO da subsidiária da Decathlon nos Estados Unidos desde junho de 2021.

O executivo não explicou as razões para o fracasso das lojas físicas no país, que haviam sido abertas em 2019. Ele acrescentou que, apesar de os produtos da empresa “serem bem recebidos” no mercado americano, “para crescer da maneira certa, temos que nos adaptar”.

Não é a primeira vez que a Decathlon recua no mercado dos Estados Unidos. O grupo entrou no país em 1999, quando comprou a distribuição da MVP Sports Stores, e lançou uma rede com 20 pontos de venda que fechou sete anos depois.

A nova estratégia será se concentrar na comercialização de itens da marca com embalagens e logotipo do grupo. É o mesmo modelo que a empresa já utiliza em mercados como México (onde também é parceira do Walmart) e Suíça.

Nesta segunda-feira (31), a Decathlon divulgou que terá uma nova CEO, que tomará posse em março. A empresa será liderada pela franco-espanhola Barbara Martin Coppola, que era diretora digital da varejista de móveis de baixo custo Ikea e teve passagens por Google, YouTube e Samsung.