Disney adquire direitos de transmissão de Roland Garros no Brasil

O Grupo Disney divulgou, nesta quinta-feira (19), que adquiriu os direitos de transmissão do torneio de Roland Garros, um dos quatro Grand Slams, os maiores torneios de tênis do mundo, para o mercado brasileiro. Com isso, os canais de esporte do grupo ampliam a oferta de tênis, que já conta com outros dois Grand Slams (Australian Open e US Open), além de mais de 50 outros torneios da modalidade, incluindo ATPs e WTAs 1000, 500 e 250. 

O qualifying da edição 2022 já teve início nesta semana, mas as transmissões na ESPN e no Star+ começarão com a chave principal, na próxima segunda-feira (23). Os narradores Fernando Nardini, Hamilton Rodrigues, Cledi Oliveira, Matheus Pinheiro, Elaine Trevisan e Renan do Couto, e os comentaristas Fernando Meligeni, Fernando Roese, Teliana Pereira, Sylvio Bastos e André Ghem se dividirão durante as duas semanas de jogos.

Com câmeras em todas as quadras, os fãs da modalidade poderão assistir a todos os jogos na plataforma de streaming Star+. Os principais também serão exibidos na TV fechada (ESPN).

Com o acordo, a ESPN volta a ter os direitos de Roland Garros após quase uma década. A emissora transmitiu o torneio por 19 anos até perdê-lo para o BandSports, em 2013. O canal por assinatura do Grupo Bandeirantes deteve os direitos até o ano passado. Desde 2020, o Sportv também passou a transmitir a competição. Agora, pelo menos até 2023, Disney e Sportv terão o principal campeonato do saibro garantido em suas respectivas programações.

Grand Slam mais conhecido dos brasileiros por conta do tricampeonato de Gustavo Kuerten (1997, 2000 e 2001), Roland Garros terá como principal atração mais uma vez o espanhol Rafael Nadal, que buscará seu 14º título no torneio. Dessa vez, ele terá como principais adversários o sérvio Novak Djokovic, número 1 do mundo, e o compatriota Carlos Alcaraz, de apenas 19 anos, que vem em uma temporada meteórica com quatro títulos conquistados Rio de Janeiro, Miami, Barcelona e Madri).