ESPN renova direitos de transmissão do Australian Open na América Latina

Em meio à disputa da edição 2022 do Australian Open que é exibido com exclusividade no Brasil pela ESPN na TV fechada, a emissora divulgou, nesta terça-feira (25), que renovou os direitos de transmissão do primeiro Grand Slam do ano para a América Latina e o Caribe, o que inclui o mercado brasileiro. A duração do novo acordo com o Tennis Australia, órgão regulador do tênis australiano, será de pelo menos 10 anos, e os valores da negociação não foram divulgados.

A ESPN é a dona dos direitos do Australian Open na América Latina e no Caribe desde 1998. Além do Grand Slam em si, o contrato também engloba o ATP 250 de Adelaide, que é tradicionalmente disputado na semana anterior ao início do torneio em Melbourne.

A cobertura regional permanecerá disponível nas plataformas da ESPN em espanhol, português e inglês. O contrato ainda dá ao Grupo Disney os direitos para outras plataformas, incluindo o Star+. Quanto ao ESPN.com, site editorial da ESPN, a cobertura também promete ser completa, com resultados ao vivo, destaques em vídeo e análise das partidas por especialistas.

“Estamos orgulhosos de ser a casa do Australian Open em toda a América Latina e no Caribe. Por mais de 20 anos, a ESPN tem se comprometido em exibir o melhor do torneio aos fãs, oferecendo a mais ampla cobertura ao vivo por meio das múltiplas plataformas das redes. Estamos animados e entusiasmados em estender o nosso acordo com o Tennis Australia. O Australian Open continuará sendo um componente vital da nossa cobertura do Grand Slam e outros grandes eventos de tênis programados nas plataformas da ESPN ao longo do ano”, destacou Tim Bunnell, vice-presidente sênior de produção, programação e aquisições, marketing e vendas da ESPN.

“A ESPN é reconhecida por sua cobertura de qualidade do tênis, dentro e fora das quadras, e temos o prazer de anunciar a extensão da nossa parceria por mais uma década. Ficou claro desde o início da nossa relação que a ESPN compartilha da nossa visão em torno da inovação e entrega de conteúdo altamente envolvente para nossos fãs. Estamos ansiosos para continuar nosso trabalho em conjunto para trazer a mais abrangente e envolvente cobertura do Australian Open aos fãs em toda a região”, finalizou Craig Tiley, CEO do Tennis Australia.