Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / Novo chefe

EXCLUSIVO: Os planos para o LANCE! após venda a empresários

Máquina do Esporte conversou com Raul Costa Jr., um dos três investidores que pagaram R$ 25 milhões pelo LANCE!

Erich Beting Publicado em 03/09/2021, às 09h59

Capa do antigo diário LANCE!, que foi vendido por R$ 25 milhões a investidores - Reprodução
Capa do antigo diário LANCE!, que foi vendido por R$ 25 milhões a investidores - Reprodução

Na última quarta-feira (1°), o mercado de mídia esportiva foi sacudido com o anúncio da compra do LANCE!, empresa fundada em 1997 como jornal e que, desde março de 2020, com o início da pandemia, encerrou sua edição impressa e conta apenas com a versão digital.

Por R$ 25 milhões, a empresa, que estava em recuperação judicial, foi comprada pelos empresários Rafael Thomé, Gustavo Agostini e Raul Costa Jr. Dos três, o único com experiência no jornalismo é Costa Jr., que foi diretor da RBS e do SporTV. Thomé é empresário do ramo de logística, sendo diretor geral da empresa especializada em logística marinha Maersk. Agostini é dono da Magus Investimentos, fundo que investe principalmente na área de shoppings centers.

Em conversa com a Máquina do Esporte, Raul Costa Jr. detalhou um pouco dos planos para o novo LANCE!.

“Pretendemos melhorar o conteúdo, melhorar a infraestrutura e oferecer um portal completo para as pessoas”, afirmou o executivo, que ficará à frente do projeto por pelo menos um ano.

Até o final de 2021, nenhuma grande mudança deve acontecer no LANCE!. O período será usado para criar a base de crescimento para os anos seguintes.

Costa Jr. disse ainda que a ideia é ter atuação forte no Rio de Janeiro e em São Paulo, e ampliar a cobertura em outros dois ou três estados principais, que ainda serão definidos. A volta de um periódico impresso está descartada, assim como o investimento em direitos de transmissão.

“Vamos fazer tudo digital e entregar muita coisa legal para o público”, revelou.

No último trimestre, o site do LANCE! teve uma média de 15,4 milhões de visitantes, de acordo com o site Similarweb. Os dados colocam o portal como o de maior audiência entre os especializados apenas em esporte, o que não inclui as audiências dos portais GE (da Globo) e UOL Esporte, líderes do mercado.

A compra da empresa foi no modelo de “porta fechada”, ou seja, todos os funcionários e contratos passam para os novos donos. O objetivo, de acordo com Raul, é de investir em mais profissionais e, pelo menos nos primeiros anos, todo lucro que a operação obtiver será reinjetado no projeto.