Gatorade não renova com NHL e foca no esporte universitário, feminino e metaverso

A Gatorade optou por não renovar sua parceria com a NHL como parte de uma mudança ampla na estratégia de marketing esportivo da empresa.

A marca de bebidas esportivas é patrocinadora da liga americana de hóquei no gelo desde 2006 e sua controladora, a Pepsico, havia renovado o acordo pela última vez em 2018.

No entanto, Jeff Kearney, chefe global de marketing esportivo da Gatorade, disse ao site Boardroom que as duas partes “não estavam alinhadas no compromisso financeiro de renovar”, mas acrescentou que a marca continuará a ter presença no hóquei no gelo.

“Tivemos que pensar muito sobre para onde nossos recursos, tanto pessoais quanto financeiros, estavam indo”, comentou o executivo.

Mudança de foco

Kearney comentou a decisão em um post em sua conta pessoal no LinkedIn. Ele afirmou que a Gatorade planeja continuar a investir em “comunidades de atletas jovens e diversificadas”, sem dar maiores detalhes.

O executivo sugeriu que a Gatorade mudará seu foco de marketing esportivo para acordos com esporte universitário, contratos com atletas e competições femininas, bem como investimentos no metaverso.

Não queríamos nos comprometer demais em um espaço. Em vez disso, focamos em alcançar o maior número possível de atletas.

No ano passado, a marca assinou contratos com estrelas do esporte universitário, como a armadora Paige Bueckers (basquete) e o quarterback Shedeur Sanders (futebol americano). A Gatorade também se tornou parceira fundadora da liga de basquete de desenvolvimento Overtime Elite, destinada a jovens de 16 a 18 anos, e do Angel City (time feminino de futebol).

“Estamos apenas tentando levar os esportes e nossas parcerias adiante dessa maneira, tendo uma visão diferente de todos os relacionamentos que temos atualmente e que estamos construindo para o futuro”, argumentou Kearney, em entrevista ao site Boardroom.

Presença nas grandes ligas

A Gatorade ainda mantém acordos com NFL, NBA e MLB. No entanto, a decisão de encerrar seu relacionamento com a NHL ocorre em um momento em que a Pepsico reduziu sua parceria com as principais ligas dos Estados Unidos. Na semana passada, por exemplo, a empresa renovou contrato com a NFL, mas desistiu do patrocínio da Pepsi ao Show do Intervalo do Super Bowl, que havia sido uma parte fundamental do acordo anterior.

Tendo passado muitos anos sendo sinônimo de algumas das maiores propriedades esportivas da América do Norte, isso pode ser um sinal de que a Gatorade agora pretenda mudar sua estratégia para áreas com alto potencial de crescimento na tentativa de alcançar novos públicos.