Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / Negócios

Indústria dos e-Sports gerará mais de US$ 1,38 bilhão de receitas em 2022

Relatório da Newzoo estima que audiência global chegará a 532 milhões de pessoas neste ano

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 22/04/2022, às 08h04 - Atualizado às 08h10

Indústria global dos e-Sports faturará mais de US$ 1,38 bilhão em 2022, segundo estimativa da Newzoo - Reprodução / Instagram (@intzesports)
Indústria global dos e-Sports faturará mais de US$ 1,38 bilhão em 2022, segundo estimativa da Newzoo - Reprodução / Instagram (@intzesports)

A indústria global dos e-Sports vem demonstrando recuperação após dois anos marcados pela pandemia. Depois de ultrapassar a barreira de US$ 1 bilhão pela primeira vez em 2021, as previsões para 2022 é que o volume de negócios atinja US$ 1,384 bilhão. A estimativa faz parte do último relatório “e-Sports & Live Streaming Market Report”, produzido pela consultoria Newzoo.

A audiência global de e-Sports chegará a 532 milhões de pessoas neste ano. Já o número de espectadores ocasionais e recorrentes apresenta dados semelhantes aos de anos anteriores, em torno de 50% cada. A previsão mais otimista diz que o setor chegará a 640 milhões de fãs em 2025.

O perfil do consumidor dos e-Sports começa a mudar. As mulheres já representam 34% do total, e 74% dos espectadores são trabalhadores em tempo integral. Já 44% têm faixa de renda alta, e 33% estão na classe média, segundo os dados da Newzoo.

Para 2025, a consultoria afirma, em sua previsão mais otimista, que a indústria dos e-Sports ultrapassará um faturamento de US$ 2,2 bilhões. No entanto, a empresa acredita que esse patamar deve ficar em US$ 1,866 bilhão devido ao impulso nos mercados asiático e latino-americano.

De acordo com o estudo, os patrocínios no setor crescerão 16,4% ao ano, atingindo US$ 837,3 milhões em 2022. As empresas de blockchain já dominam o segmento, respondendo por mais de 60% do montante em apoios comerciais.

A venda de direitos audiovisuais terá aumento de 13% ao ano, atingindo US$ 207,8 milhões. Já a renda com bilheteria e merchandising crescerá a uma taxa maior, 66,8%, chegando a US$ 107,9 milhões neste ano.

Na Europa, o faturamento em 2022 será de US$ 345,3 milhões, ficando atrás da região da Ásia-Pacífico (US$ 590 milhões), mas chegando a um patamar próximo ao da América do Norte (US$ 350 milhões).