Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / Nas escolas

Liga Nescau projeta crescimento para 2022 e volta de eventos presenciais

Marca já trabalha no planejamento do próximo ano e espera poder contar com a volta das atividades físicas presenciais

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 03/12/2021, às 06h51 - Atualizado às 06h55

Multicampeão no vôlei, Bernardinho foi um dos palestrantes do Liga Nescau Summit, uma das novidades de 2021 - Divulgação / Liga Nescau
Multicampeão no vôlei, Bernardinho foi um dos palestrantes do Liga Nescau Summit, uma das novidades de 2021 - Divulgação / Liga Nescau

A Liga Nescau, uma das maiores competições estudantis do Brasil, chegou neste ano de 2021 em sua sétima edição e, além do sucesso entre crianças e adolescentes, contou também com uma grande novidade, o Liga Nescau Summit, um congresso virtual para profissionais de Educação Física de todo o país.

Com mais de 3.200 jovens entre 8 e 17 anos participando da liga em 16 modalidades diferentes e mais 3 mil profissionais de Educação Física acompanhando o Summit, a empresa procurou dar todo o suporte para os participantes, com o objetivo de fazer a diferença na vida de cada um por meio da educação e do esporte.

“Ao final de cada edição, e já estamos na sétima, fico extremamente feliz ao confirmar que seguimos focados no lema ‘Aqui todo mundo joga‘. A Liga Nescau oferece oportunidade da prática de atividade física para todos, tanto com esportes convencionais como adaptados. A pandemia nos afastou fisicamente, mas não nos separou. Nos unimos no ambiente digital e acabamos ampliando fronteiras, impactando crianças e jovens de todo o Brasil. Para 2022, vamos crescer ainda mais e, espero, com a volta das atividades presenciais”, disse Abner Bezerra, head de marketing da Nescau e de bebidas da Nestlé Brasil.

Uma das novidades da Liga Nescau em 2021 foi a premiação dos jovens atletas. Mais de 500 deles enviaram fotos e tiveram medalhas virtuais encaixadas em suas imagens, eternizando o momento da conquista simbólica. Cada campeão também recebeu um Token Não Fungível (NFT), certificando de forma individual cada conquista. A emissão desses tokens é uma tendência que vários artistas, marcas e criadores têm usado como forma de registro no ambiente virtual para provar que aquele arquivo é único e não pode ser trocado por outro igual. A Nescau contou com o apoio da startup Defash para executar o trabalho.

No ano de 2021, a liga contou com a participação de influenciadores da marca, que ajudaram na promoção do evento com uma participação ativa nas redes sociais e também como palestrantes no Summit. O  técnico de vôlei Bernardinho, a skatista Rayssa Leal, a ginasta Flavia Saraiva, a nadadora Etiene Medeiros, o ex-jogador de futsal Falcão, o ex-nadador Gustavo Borges, a paratleta Verônica Hipólito e a ex-jogadora de basquete Magic Paula, entre outros, fizeram parte do programa.