Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / Briga de cachorro grande

Nike acusa Adidas de copiar tecnologia e entra na Justiça contra violação de patente

Marca americana quer proibir importação da linha Primeknit da fabricante alemã nos Estados Unidos

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 13/12/2021, às 13h49

Nike acusa Adidas de copiar tecnologia desde 2012; marca americana também já processou Puma e Skechers - Reprodução
Nike acusa Adidas de copiar tecnologia desde 2012; marca americana também já processou Puma e Skechers - Reprodução

A Nike entrou com uma reclamação contra a Adidas na Comissão de Comércio Internacional, em Washington (EUA), alegando que a concorrente copiou a tecnologia Flyknit de seus tênis. A demanda da Nike pede que seja proibida a importação da linha da marca alemã, batizada de Primeknit, nos Estados Unidos. Caso o pedido seja aceito, representará um prejuízo de US$ 800 milhões (R$ 4,52 bilhões) para a Adidas.

Segundo o site “Business Insider”, a Nike alega que os modelos da linha Primeknit, da Adidas, como o Pharrell Williams ou o Adidas by Stella McCartney Ultraboots, são cópias dos modelos da marca americana. De acordo com a Nike, a tecnologia necessitou de um investimento de mais de US$ 100 milhões e uma década de pesquisas. Os Flyknit, assim como os Primeknit, são tênis feitos com fios reciclados que se adaptam ao formato do pé como se fossem uma meia.

A empresa americana também entrou com um processo de violação de patente no tribunal federal de Oregon (EUA). A Nike quer que qualquer indenização por cópia intencional tenha o valor triplicado e também pede a suspensão das vendas do modelo Primeknit.

As gigantes de material esportivo estão nesta disputa há quase dez anos. O Flyknit foi lançado em 2012, aproveitando os Jogos Olímpicos de Londres. Naquele ano, a Nike processou a Adidas por suposta violação de patente, mas a demanda foi negada na Justiça alemã.

Há três anos, a Puma é que foi alvo dos advogados da Nike. No Tribunal de Massachusetts (EUA), a fabricante mericana acusou a concorrente alemã de copiar o Flyknit em vários modelos de calçado por mais de três anos. Em 2016, a Skechers também foi processada pelo mesmo motivo.

A Nike fechou o terceiro trimestre do ano com vendas de US$ 12,248 bilhões (R$ 69,27 bilhões), o que representa um aumento de 16% em relação ao mesmo período de 2020. A empresa reduziu a previsão de crescimento em 2021 por causa de interrupções em sua cadeia de suprimentos.