Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / Vôlei

Osasco Vôlei lança e esgota camisa "Orgulho", em homenagem a movimento LGBTQIA+

Camisa foi disponibilizada ao torcedor na quinta-feira (28) e já está com pré-venda do terceiro lote

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 01/11/2021, às 08h10 - Atualizado às 08h20

Atletas do time de Osasco posam com a camisa "Orgulho", lançada na última quinta-feira (28) - Divulgação / Osasco Vôlei
Atletas do time de Osasco posam com a camisa "Orgulho", lançada na última quinta-feira (28) - Divulgação / Osasco Vôlei

O Osasco Vôlei viu esgotar, em menos de um dia, todas as camisas criadas para celebrar os 25 anos de existência do time e que presta uma homenagem à causa LGBTQIA+. Batizada de “Orgulho”, a camisa predominantemente preta com as mangas e a gola levando as cores do arco-íris, símbolo da diversidade, foi apresentada na quinta-feira (28). Já no dia seguinte, a loja on-line do Osasco precisou colocar à venda o segundo lote da camisa, que fez sua estreia em quadra no sábado (30). Nesta segunda-feira (1), um terceiro lote está em pré-venda na loja oficial do time.

“Começamos a desenhar a coleção desde o final da temporada passada, em função dos 25 anos do projeto de voleibol em Osasco. Felizmente, contamos com o apoio não somente da diretoria, comissão técnica e atletas, como da prefeitura e patrocinadores. Pelo momento por que passa o país nos últimos anos, não basta ser inclusivo, é preciso deixar claro e demonstrar ser inclusivo. Esse uniforme resume tudo isso, desde o acolhimento e o respeito aos torcedores LGBTQIA+ nas arquibancadas, às campanhas e ações que pretendemos implantar ao longo dessa temporada”, disse o gerente de marketing do clube, Beto Opice.

O lançamento da camisa tem como protagonista Tifanny, atleta transexual que foi contratada este ano para defender Osasco na Superliga Feminina. A camisa também foi lançada em meio à demissão de Maurício Souza do Minas Tênis Clube após post homofóbico nas redes sociais.

“Fiquei tão feliz com essa ação do Osasco. Tenho dito que no meu coração só tem espaço para amor. E é amor que recebo de todos da equipe e dos torcedores. Eu só posso e quero retribuir esse carinho, respeito e amor. E amor é inclusão”, afirmou Tifanny.

A líbero Camila Brait usará a camisa em tom dourado. A jogadora, que está há 14 anos no clube, aproveitou para celebrar o lançamento do uniforme.

“Vestir essa camisa representa muita coisa. Valoriza os 25 anos de um time tão tradicional como Osasco, ao mesmo tempo em que lembra de um tema tão importante e atual como a diversidade e a inclusão. Além de tudo isso, ficou lindo. Tenho certeza de que a torcida vai adorar. Não podemos deixar de comentar que a chegada da Tifanny traz mais significado para essa ação. Fico feliz em saber que ela se sente acolhida por nós, companheiras de quadra, comissão técnica e torcida”, disse a líbero.

Para o treinador Luizomar Moura, a camisa representa a história do time. O treinador celebrou o sucesso de vendas em seu perfil no Instagram ao longo do final de semana.

“Gostei muito do novo uniforme, principalmente por tudo que ele representa em termos da história de Osasco e do respeito à diversidade e inclusão”, afirmou o técnico.

Em quadra, a camisa estreou com vitória apertada sobre o Fluminense na noite de sábado (30), na primeira rodada da temporada 2021/2022 da Superliga Feminina. Foram 3 sets a 2, com destaque justamente para Tifanny, maior pontuadora da partida.