Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / Congresso virtual

Rayssa Leal e Falcão debatem esporte e diversão no Liga Nescau Summit

Evento tem sido realizado todas as quartas-feiras, às 19h, de forma on-line

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 18/10/2021, às 09h48 - Atualizado às 09h50

Rayssa comentou sobre a relação com a mãe no esporte, enquanto Falcão falou como pai de dois meninos - Tibiko / Zerolux
Rayssa comentou sobre a relação com a mãe no esporte, enquanto Falcão falou como pai de dois meninos - Tibiko / Zerolux

O Liga Nescau Summit, congresso on-line direcionado a profissionais de Educação Física, contou com a participação de dois embaixadores da marca de achocolatados da Nestlé. Em um debate com o tema “Como competir se divertindo”, a skatista Rayssa Leal e o ex-jogador de futsal Falcão reforçaram a importância dos pais no desenvolvimento dos filhos nas questões relacionadas ao esporte e ainda comentaram sobre os limites entre incentivo e cobrança em relação à prática esportiva. Ambos deixaram claro que, especialmente no início, o mais importante para a criança é se divertir.

“Nunca teve cobrança da parte deles. Me levavam para a pista e deixavam que eu me divertisse. Para eu aprender as manobras, minha mãe me mostrava o vídeo, e eu decidia tentar. Ela não anda de skate. Foi aprendendo junto comigo e me ajudando. Olhava o vídeo e me corrigia: ‘Olha Rayssa, seu corpo está errado, seu pé da frente tem que ir mais para trás’. Minha mãe sempre foi minha treinadora, e sou grata por ela nunca ter me cobrado”, contou Rayssa.

“Meu filho mais velho (Enzo) tem 18 anos e está jogando futebol profissionalmente em Portugal. Meu mais novo (Luigi) está com 15 anos e joga no Magnus Futsal. Está aprendendo, se divertindo, e já me falou sobre estudar arquitetura. Eu nunca pressionei, apenas pedi para que praticassem esporte e estudassem. Não podia levar para dentro de casa tudo que eu acho absurdo. É até engraçado, pois nunca usaram o número 12 na camisa, que é o meu número. Hoje, tenho mais de 15 mil crianças envolvidas em meus projetos e uma das maiores dificuldades é a cobrança dos pais. Os professores são orientados a focar o lado lúdico, mas, muitas vezes, o mais importante é educar os pais a não pressionar os filhos”, revelou Falcão.

O debate ainda contou com as participações do skatista profissional Masterson Felix “Magrão” e da professora de gestão de esportes, marketing, eventos e arenas Esther Fasterra. O encontro fez parte do quarto módulo do Liga Nescau Summit, que ocorre todas as quartas-feiras, às 19h, neste endereço, em que também é possível realizar as inscrições. O evento será realizado até o dia 27 de outubro.