Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / Squash

Rio de Janeiro receberá etapa do Circuito Mundial de Squash

Evento será disputado no Paissandu Atlético Clube e terá representantes do Brasil e de mais nove países

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 24/11/2021, às 14h27 - Atualizado às 18h27

Torneio será realizado de 1 a 5 de dezembro e contará pontos para o ranking mundial da modalidade - Divulgação / Pac Open Squash
Torneio será realizado de 1 a 5 de dezembro e contará pontos para o ranking mundial da modalidade - Divulgação / Pac Open Squash

O Rio de Janeiro receberá, entre 1 e 5 de dezembro, uma etapa do Circuito Mundial de Squash. Batizado de Pac Open Squash, o evento será realizado no Paissandu Atlético Clube, no bairro do Leblon, na zona sul da capital fluminense, com a presença de atletas brasileiros e de mais nove países (Argentina, Canadá, Colômbia, Estados Unidos, França, Guatemala, Inglaterra, México e Paraguai).

De acordo com os organizadores, além dos 24 jogadores profissionais que disputarão o Challenger Tour, cerca de 150 atletas amadores de todos os cantos do país participarão de um torneio paralelo válido pelo circuito amador. O evento será transmitido ao vivo via streaming no canal Squash TV no YouTube.  

"Nós, como CBS, ficamos muito felizes pela realização de um evento desses no Brasil, principalmente no Rio de Janeiro, que é vitrine dentro e fora do esporte. Vai ser um sucesso", celebrou José Henrique Lopes, presidente da Confederação Brasileira de Squash (CBS).

O Pac Open Squash tem como principal patrocinador a Vivo, além do apoio da prefeitura do Rio e marcas como Dunlop Sports, Atlântida Multi Contábil, Michelob Ultra, Repsol by Sinopec, Gabriel Segurança e Grau Artesanal. O evento ainda conta com as chancelas da Federação de Squash do Estado do Rio de Janeiro e da Confederação Brasileira de Squash.   

De acordo com um estudo feito pela Revista Forbes, a modalidade foi eleita a mais completa do mundo, com um gasto calórico em torno de mil calorias por hora. Atualmente, o squash está em franco crescimento no mundo inteiro e já conta com cerca de 20 milhões de praticantes em mais de 185 países, tendo nas universidades americanas uma de suas maiores expansões e o Egito como principal celeiro de campeões mundiais atualmente.