Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / Negócios

Smart Fit perde R$ 144 milhões no primeiro trimestre de 2021

Redação Publicado em 21/05/2021, às 13h56 - Atualizado às 13h58

Imagem Smart Fit perde R$ 144 milhões no primeiro trimestre de 2021

A Smart Fit apresentou perdas no primeiro trimestre de 2021, às vésperas de sua entrada na bolsa. A cadeia brasileira de academias fechou o primeiro trimestre do ano com um faturamento de 361,7 milhões de reais, que foi uma queda de 38,3% devido ao fechamento temporário das instalações.

A empresa registrou um prejuízo de 144,7 milhões de reais, em contraste com o lucro de 16,9 milhões de reais que foi registrado entre janeiro e março de 2020.

A rede opera no Brasil, México, Colômbia, Chile, Peru, Panamá, Costa Rica, Argentina e Paraguai. O grupo opera sob várias marcas: Smart Fit, que é a cadeia mais conhecida da empresa e especializada em clubes de baixo custo, Bio Ritmo, que oferece tarifas mais altas, e O2.

A cadeia brasileira fechou o primeiro trimestre de 2021 com 928 ginásios e onze microclubes. Sua principal área de influência é o Brasil, com 538 clubes (167 franquias e o restante de sua própria área). É seguido pelo México, com 184 localidades (dez operadas por terceiros). No resto da América Latina, tem 206 academias (31 franqueados).

No total, ela abriu 78 centros esportivos nos últimos doze meses e prestou serviço a 2,3 milhões de clientes, 15,6% menos do que no primeiro trimestre de 2020. Dito isto, 434 mil clientes eram assinantes on-line, 14,6% a mais que no trimestre anterior, destacando o boom do treinamento on-line e em casa.