Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / Negócios

Venda da bola do "ex-último touchdown" de Tom Brady é anulada

Bola foi arrematada por US$ 518 mil, mas já havia perdido mais de 90% do valor com "desaposentadoria" do astro da NFL

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 18/04/2022, às 11h03

Tom Brady lança o "ex-último touchdown da carreira" na derrota para o Los Angeles Rams em 23 de janeiro - Reprodução
Tom Brady lança o "ex-último touchdown da carreira" na derrota para o Los Angeles Rams em 23 de janeiro - Reprodução

A venda da bola que foi comercializada como sendo a do último touchdown da carreira do multicampeão Tom Brady foi anulada, segundo o site The Athletic. A publicação afirmou que a casa de leilões Lelands Auctions entrou em um acordo com o comprador, cujo nome não foi revelado.

O touchdown em questão foi protagonizado por Brady na derrota do seu time, o Tampa Bay Buccaneers, para o Los Angeles Rams no dia 23 de janeiro. No lance, Brady lançou a bola para Mike Evans em um touchdown de 55 jardas que levou a partida a um empate por 27 a 27. No entanto, logo depois, os Rams conseguiram um field goal e venceram o duelo por 30 a 27.

Cerca de dez dias depois, em 1º de fevereiro, o quarterback mais vitorioso da história da NFL anunciou que estava se aposentando. A bola, então, foi arrematada em leilão por US$ 518 mil naquele que foi considerado um grande negócio pelos especialistas. O problema é que, quase um mês e meio depois, em 14 de março, Brady “desaposentou” e divulgou que jogará ao menos mais uma temporada pelos Buccaneers.

Samy Vaisman, colunista da Máquina do Esporte, contou a história toda neste artigo, escrito no final do mês passado. À ocasião, de US$ 518 mil, a bola já havia perdido mais de 90% de seu valor e estava sendo avaliada em “apenas” US$ 50 mil.

“Provavelmente, é a situação mais única que encontraremos nas nossas vidas, pelo menos quando se trata de memorabília esportiva. Mas queríamos fazer a coisa certa aqui“, afirmou Mike Heffner, presidente da Lelands Auctions, em entrevista à ESPN americana.