Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / Ao vivo

Warner reforça Disney e refuta canal sem evento

Duda Lopes Publicado em 10/02/2021, às 00h42

Imagem Warner reforça Disney e refuta canal sem evento

A Warner Media apresentou, oficialmente, a TNT Sports para a América Latina. Mas, diferente do que acontece com Argentina e Chile, a empresa não terá um canal no Brasil. A estratégia permanecerá a mesma que acontecia com o Esporte Interativo, antiga marca esportiva do grupo, e do que acontece no momento com a atual marca.

A explicação foi dada por Fábio Medeiros, fundador do Esporte Interativo e atual vice-presidente de esportes para a América Latina da Warner Media, em encontro virtual com jornalistas. Segundo o executivo, não há produtos suficientes no Brasil para justificar um canal fixo na grade e, sem conteúdo ao vivo, a audiência não é tão alta.

A decisão é contrária ao que acontece no Chile e na Argentina. No Chile, a TNT Sports substituiu o Canal Del Fútbol (CDF), em movimente semelhante ao que aconteceu no Brasil com a marca Esporte Interativo. Na Argentina, já havia o atual nome, que agora ganhou os mesmos elementos de comunicação.

A diferença para esses países é que os canais mantêm mais conteúdo local. No Brasil, a TNT Sports exibe a Liga dos Campeões, a Nations League, as Eliminatórias europeias da Copa do Mundo, o Campeonato Italiano e algumas partidas do Campeonato Brasileiro. Insuficiente para encher a grade com conteúdo ao vivo.

Liga dos Campeões é uma das principais atrações da TNT Sports (Foto: Reprodução/Uefa)

A decisão da Warner está alinhada ao que a Disney pensou para o mercado brasileiro. Dona dos canais Fox Sports e ESPN, a empresa resolveu dissolver o jornalismo da Fox. O canal ficou exclusivamente com eventos, enquanto a ESPN permanece com os programas esportivos. Novamente, a justificativa esteve na audiência, com o custo de uma série de profissionais, mas sem retorno suficiente.

Na Warner, há o entendimento de que, hoje, a repercussão e discussão dos jogos estão mais centrados no universo online. Como fez na última Liga dos Campeões, a TNT Sports, então Esporte Interativo, deverá se concentrar nas redes sociais para promover os eventos e deixar o canal na televisão paga apenas para os eventos.

As decisões mostram um novo caminho para um mercado brasileiro recheado de emissoras esportivas. Atualmente, a Globo mantém três canais para o Sportv. A Disney conta com três ESPN e duas Fox Sports. Entre os principais grupos, a Band completa o pacote com o Bandsports.