Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / NFL

Washington Football Team, da NFL, é multado em US$ 10 milhões por assédios

Redação Publicado em 02/07/2021, às 15h41

Imagem Washington Football Team, da NFL, é multado em US$ 10 milhões por assédios

A NFL aplicou uma multa de US$ 10 milhões ao Washington Football Team após investigações sobre a cultura do assédio dentro da organização. Apesar da multa, a organização e o proprietário, Dan Snyder, não receberam nenhuma outra punição, e ele não terá que vender a franquia.

A liga assumiu as investigações há quase dez meses e colocou a advogada esportiva Beth Wilkinson para analisar as denúncias de má conduta. A profissional concluiu que tanto os donos quanto os funcionários de alto escalão da equipe permitiam que existisse uma cultura tóxica, que atingia especialmente as mulheres.

“Com base na análise de Wilkinson, [o comissário da NFL Roger Goodell] concluiu que, por muitos anos, o ambiente de trabalho no Washington Football Team, tanto em geral quanto para mulheres, era altamente antiprofissional. Bullying e intimidação ocorreram com frequência, muitos descreveram a cultura como de medo, e várias funcionárias relataram ter sofrido assédio sexual e uma falta geral de respeito no local de trabalho. A propriedade e a alta administração deram pouca ou nenhuma atenção a essas questões. Em alguns casos, os próprios executivos sêniores se envolveram em condutas inadequadas", disse a liga.

Seguindo essa recomendação, o Washington Football Team concordou em implementar uma série de dez recomendações, incluindo o desenvolvimento de protocolos formais para relatar qualquer futuro assédio, caso ocorra, e um plano de ação disciplinar. A liga monitorará a adequação da equipe a essas recomendações nos próximos dois anos.

O próprio Dan Snyder também concordou voluntariamente em se afastar das operações diárias da franquia "pelo menos nos próximos meses" e se concentrar em outros assuntos, incluindo uma busca longa e até agora malsucedida por um novo estádio. Sua esposa, Tanya, recentemente nomeada copresidente executiva da equipe, liderará a franquia e irá representá-la em todas as reuniões da liga durante este período.

A mudança, no entanto, não representa qualquer tipo de sanção formal contra o time de futebol americano de Washington, e nenhuma outra punição, como a retirada das escolhas do draft, foi aplicada. A liga ainda informou que a multa de US$ 10 milhões será doada a vários grupos de educação e antibullying.

Lisa Banks e Debra Katz, advogadas que representam um grupo de mais de 40 ex-funcionários da equipe, criticaram as descobertas e a punição relativamente leve.

“Ignorando nossos pedidos para tornar público o relatório preparado por Beth Wilkinson, a NFL optou por receber apenas um relatório oral das descobertas e multar o proprietário Dan Snyder no valor de alguns trocados. Isso é realmente ultrajante e um tapa na cara das centenas de mulheres e ex-funcionários que se apresentaram de boa fé e com grande risco pessoal para denunciar uma cultura de abuso em todos os níveis da equipe, incluindo o próprio Snyder”, disse a dupla.