Flamengo transformará FlaTV+ em plataforma de OTT

O Flamengo vai transformar a FlaTV+ numa plataforma própria de OTT, com conteúdos sob demanda voltados para o torcedor Rubro Negro independentemente de ter ou não jogos ao vivo. Nas próximas semanas, o clube deve anunciar os planos e valores de assinatura para o conteúdo. O detalhamento do plano foi feito por Gustavo Oliveira, vice-presidente de comunicação e marketing do Flamengo, no programa Maquinistas, dentro do podcast da Máquina do Esporte.

OUÇA AQUI O EPISÓDIO DE MAQUINISTAS COM GUSTAVO OLIVEIRA E RAFAEL GANEM

“A gente deve lançar no máximo em um mês a FlaTV+, que é a nossa TV por assinatura. O Campeonato Carioca foi uma oportunidade que apareceu e a gente usou para poder transmitir jogo ao vivo. Mas a FlaTV+ é a Netflix do Flamengo. Vamos lançar com um preço bastante razoável para a nossa torcida e com vantagens para o sócio-torcedor”, afirmou Oliveira.

Para o dirigente, o Flamengo conseguirá, se o plano de negócios se concretizar, ter uma fonte de receita maior que a do patrocínio máster com o serviço de streaming.

“É um projeto que pode ser uma verba recorrente muito significativa. É um projeto importante, grandioso. Temos 6,3 milhões de pessoas na TV do Flamengo gratuita. Se você considerar que 3% desse público queira pagar 15 reais na assinatura, você tem quase 3 milhões por mês, que é maior que o patrocínio máster”, completou.

No podcast, que também contou com a presença de Rafael Ganem, gerente de patrocínios do Flamengo, Oliveira disse que deverá contratar artistas flamenguistas para produzir conteúdo para a plataforma, que vai tentar reduzir a dependência do que acontece dentro de campo para atrair o torcedor.

Gustavo Oliveira, vice-presidente de comunicação e marketing do Flamengo, é o entrevistado de Maquinistas
Flamengo

“Teremos artistas envolvendo na produção de programas, com conteúdo de entretenimento que vai além do futebol. A gente quer criar outros temas e relacionamentos que não sejam 100% o futebol. É uma forma de desenvolver cada vez mais essa relação de paixão entre a torcida e o clube que não dependa do resultado dentro de campo”.

Com o serviço de streaming, o Flamengo se une a clubes como Grêmio e Palmeiras, que recentemente também apresentaram suas plataformas por assinatura. Para o Rubro Negro, o lançamento reforça o novo posicionamento que o clube procura mostrar ao mercado.

“A partir do momento que a gente olha o Flamengo como uma plataforma de mídia, a gente tem que entender que o campo tem de impactar cada vez menos no nosso trabalho”, disse Rafael Ganem.

Clique aqui e ouça a entrevista com a dupla do marketing flamenguista.