Tóquio-2020

Presidente do Comitê de Tóquio-2020 renuncia após falas machistas

por Redação
A
A
Yoshiro Mori anunciou sua renuncia nesta sexta-feira (12).
Crédito: Reprodução
Yoshiro Mori anunciou sua renuncia nesta sexta-feira (12).
publicidade

Yoshiro Mori, presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, anunciou sua renúncia nesta sexta-feira (12). Na semana passada, o dirigente fez declarações machistas durante reunião com outros membros da organização.

“Minha declaração inadequada causou muito caos. Desejo renunciar ao cargo de presidente a partir de hoje (sexta)”, disse Mori durante seu discurso. Ele disse que o mais importante agora é que a Olimpíada seja um sucesso.

No último dia 3, Mori afirmou que as mulheres falavam muito durante as reuniões do conselho, o que para ele era “irritante”, competiam entre si e disse que as que trabalham no Comitê Organizador “sabem seu lugar”. No dia seguinte, o dirigente pediu desculpas durante uma entrevista coletiva, mas negou que renunciaria ao cargo.

Mas a pressão sobre o então presidente e o Comitê Organizador não diminuiu desde então. Na quarta-feira, a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, afirmou que não estava entre seus planos comparecer a uma reunião sobre os Jogos, marcada para o final deste mês, “porque não seria uma mensagem positiva dada a situação atual”.

publicidade

Futebol inicia pressão por nova paralisação