Ronaldo Nazário aumenta investimento no basquete do Valladolid em até 40%

O Valladolid decidiu comemorar seu retorno à LaLiga com mais investimento em sua estrutura esportiva. Ronaldo Nazário, presidente do clube, aumentará entre 30% e 40% o orçamento do time de basquete do clube, que terá receita de € 880 mil na próxima temporada.

“No ano passado, já tivemos crescimento significativo, e vamos crescer novamente neste ano“, afirmou Saúl Hernández, diretor geral do Valladolid.

No momento, não foi especificado quanto será destinado aos gastos com salários. Porém, sabe-se que grande parte dos recursos irá para a profissionalização da estrutura do basquete.

Melhoria da estrutura

Dois profissionais serão contratados: um fisioterapeuta que viajará com a equipe e um diretor de basquete para gerir a equipe em período integral. Esse profissional será o elo entre a diretoria e o time.

Outros cargos também serão profissionalizados. A partir deste ano, haverá um profissional de endomarketing, que trabalhará em conjunto com a agência Madison e o futebol para planejar a estratégia da equipe. Mais mudanças na estrutura serão anunciadas em breve.

No ano passado, já tivemos crescimento significativo, e vamos crescer novamente neste ano.

“Para jogar na LEB é necessário um apoio significativo que será fornecido pelo Valladolid”, disse Hernández, referindo-se à Liga Espanhola de Basquete, a segunda divisão do país.

“Estamos integrando toda a questão do compliance, estruturando a parte institucional do clube, e tem uma parte econômica que vem deles. Além disso, deram uma dotação econômica, e este ano queremos ir mais longe, profissionalizando a estrutura, reformando o vestiário e o departamento médico”, completou o dirigente.

Curiosamente, no Brasil, o Cruzeiro, outro time administrado por Ronaldo Fenômeno, também busca retornar à elite. Apesar da derrota para o Vasco, por 1 a 0, no Maracanã, neste domingo (12), a equipe mineira lidera a Série B do Brasileirão com 28 pontos. 

Oscar e tradição

Por outro lado, o Valladolid se propõe a “aumentar o orçamento para dar passos em direção à ACB [Associação de Clubes de Basquete, a primeira divisão da Espanha]”. O clube tem como patrocinador principal a Universidade Europeia Miguel de Cervantes, que continuará no próximo ano.

Valladolid tem larga tradição no basquete espanhol. Oscar Schmidt, um dos maiores nomes do basquete brasileiro, jogou no antigo Forum Valladolid entre 1993 e 1995. Esse time, porém, faliu em 2015 e não tem relação com a equipe atual.

É o início do que estamos construindo, um projeto que nos permitirá jogar nas próximas temporadas na ACB [primeira divisão do basquete espanhol]. 

O entusiasmo atual, segundo o dirigente, lembra o auge da antiga equipe da cidade, que disputou a elite espanhola entre 1980 e 2008, depois novamente entre 2010 e 2014, e teve como melhor posição o quarto lugar em 1982.

“Tenho a impressão de que o entusiasmo pelo basquete voltou a Valladolid. Ver Pisuerga [ginásio do clube] como vimos não acontecia há muitos anos, com esse sentimento de desejo. Quero ficar com ele”, contou Hernández.

“É o início do que estamos construindo, um projeto que nos permitirá jogar na ACB nas próximas temporadas. É complicado, mas a nossa ideia é continuar a dar os passos para conseguir, e o quanto antes [subir para a primeira divisão] melhor. Precisamos de renda, que vem dos nossos patrocinadores”, completou.

Por outro lado, o Valladolid aguarda a reforma do Centro Esportivo de Pisuerga, na qual a prefeitura da cidade investirá quase € 1 milhão.

O Valladolid, por sua vez, também anunciou um novo acordo para recuperar o departamento de futebol feminino e continua avançando na consolidação de uma estrutura poliesportiva.