Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Gestão

Contra LaLiga Impulso, Barcelona negocia contrato próprio com CVC Partners

Investidora pagaria € 300 milhões por 10% dos direitos audiovisuais do time catalão nos próximos 50 anos

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 11/03/2022, às 11h02 - Atualizado às 11h04

Barcelona negocia venda de 10% dos direitos audiovisuais do clube por 50 anos com a CVC Partners - Reprodução / Instagram (@fcbarcelona)
Barcelona negocia venda de 10% dos direitos audiovisuais do clube por 50 anos com a CVC Partners - Reprodução / Instagram (@fcbarcelona)

O Barcelona, que junto com Real Madrid e Athletic Bilbao foi aos tribunais contra o acordo entre LaLiga e CVC Partners, está perto de assinar seu próprio contrato com a empresa. Clube e fundo de investimentos negociam um aporte de € 300 milhões por 10% dos direitos audiovisuais do Barcelona por 50 anos.

Sem dinheiro, o Barcelona usaria € 70 milhões desse dinheiro para aumentar o teto salarial do clube. Isso permitiria a contratação de Erling Haaland, do Borussia Dortmund, por exemplo, na próxima janela de transferências.

O Barcelona acredita que as novas contratações aumentariam as chances de o time da Catalunha ser mais competitivo na próxima temporada. Na atual, o Barcelona foi eliminado na fase de grupos da Champions League e atualmente ocupa o terceiro posto na classificação da LaLiga, a 15 pontos do arquirrival Real Madrid.

Para a maioria dos clubes, € 300 milhões seriam um recurso significativo. Mas, para um time acostumado a gastar altas somas como o Barcelona, não é o suficiente. Recentemente, o clube catalão contraiu um empréstimo de € 500 milhões com o Goldman Sachs para as refomas do Camp Nou e arredores.

Vale lembrar que, na semana passada, o Barcelona, junto de Real Madrid e Athletic Bilbao, perdeu um recurso no Tribunal de Primeira Instância de Madri para suspender o projeto LaLiga Impulso, financiado pela CVC Partners.