Iraniano investe US$ 135 milhões e passa a deter 94% do Everton

O empresário iraniano Farhad Moshiri desembolsou US$ 135 milhões e passou a deter 94% do Everton, clube de Liverpool que disputa a Premier League. Anteriormente, o bilionário era dono de 66% da equipe.

Moshiri comprou o Everton em 2016 por US$ 270 milhões. Desde então, investiu mais de US$ 674 milhões no mercado de transferências. O empresário financiará seu mais recente investimento convertendo empréstimos de sua empresa Blue Heaven Holdings em ações.

O Everton usará o financiamento para melhorar as possibilidades de contratações do clube e apoiar a construção de seu novo estádio. Atualmente, a equipe conta com dois brasileiros: o meia Allan e o atacante Richarlison.

Em agosto, o Everton iniciou a construção de sua nova arena, localizada na área de Bramley-Moore Dock, em Liverpool. O investimento será de US$ 693,7 milhões.

A holding russa USM, da qual Moshiri é o presidente, garantiu os naming rights do estádio em um acordo de dez anos e US$ 277,5 milhões.

A injeção de mais investimentos de Moshiri ocorre após o Everton registrar déficit de US$ 357 milhões nos últimos três anos. O clube perdeu US$ 194,1 milhões na temporada 2019/2020, segundo a Deloitte. Esse foi o maior prejuízo entre todos os clubes da Premier League, que coletivamente perderam cerca de US$ 1,4 bilhão na temporada em questão.

Na semana passada, o Everton demitiu o técnico Rafa Benitez após apenas 200 dias no cargo, citando resultados que não “atenderam às expectativas” dos torcedores. Benitez foi o sexto treinador do clube inglês desde 2017.