Mercado Bitcoin deixa patrocínio ao Corinthians e lança primeiro time gerenciado no metaverso

O Mercado Bitcoin, plataforma de ativos digitais, lançará o primeiro time de futebol real, o Metaverse DAO Football Team, totalmente gerenciado no metaverso. Por outro lado, a empresa deixará o patrocínio ao Corinthians. Hoje, o Mercado Bitcoin ocupa a barra frontal da camisa em contrato que termina em junho e não será renovado.

A ideia é, segundo Sérgio Veiga, diretor de patrocínios do Mercado Bitcoin, “focar sua energia no time que está começando“. Segundo o executivo, com o Metaverse DAO Football Team, o Mercado Bitcoin diminuirá sua exposição no futebol “tradicional“.

As decisões no novo clube serão decididas via DAO (organização autônoma descentralizada). O lançamento oficial será durante a Copa do Mundo do Catar 2022, em novembro, quando os primeiros tokens serão lançados.

“A expectativa é definir em janeiro de 2023 a comissão técnica para fazer, entre março e junho, uma peneira nacional, passando por todos os estados brasileiros em busca de talentos para formar as equipes Sub-21, tanto masculina quanto feminina“, contou Veiga.

Estreia em 2024

O objetivo é participar da primeira competição oficial nas duas categorias já em 2024, com política salarial igualitária, independentemente de gênero, posição ou destaque.

O nome do time, hoje chamado de Metaverse DAO Football Team, será escolhido assim como uniformes, atletas e numeração da camisa pelos proprietários dos tokens de governança que serão emitidos para dar vida ao projeto. Em caso raro de empate, as questões serão decididas por um comitê totalmente isento, composto por executivos de mercado de empresas parceiras, sem relação política com o time.

“Queremos mostrar que existe uma maneira muito mais inteligente de gerir uma equipe, e estamos certos de que esse caminho é possível“, pontuou Veiga.

O financiamento do Metaverse DAO Football Team virá da emissão de tokens, que serão lançados em 2023 e darão a oportunidade de pessoas comuns investirem, participarem e apoiarem o time. A equipe já nasce com o maior programa de sócios-torcedores do país, já que todos os 3,5 milhões de clientes da plataforma do Mercado Bitcoin ganharão um token.

Além disso, os tokens poderão, por exemplo, trazer retorno sobre o investimento aos seus proprietários. Essa será mais uma das decisões tomadas por meio da DAO, porque caberá aos donos dos tokens decidirem se querem dividir entre si parte dos resultados alcançados pelo time, ou se manterão qualquer retorno como patrimônio do time.

Segundo Sérgio Veiga, o time surgiu da experiência adquirida com tokens ligados ao Vasco e ao Santos, os fan tokens listados na plataforma e os patrocínios a Corinthians e Vasco.