Agência de viagem usa Mundial para entrar no esporte

Neymar é um dos destaques do Santos no Mundial

Neymar é um dos destaques do Santos no Mundial

Em dezembro, o Santos disputará o Mundial de Clubes, que neste ano acontecerá no Japão. A agência de viagens Terra Mundi usará o torneio para entrar no esporte com a categoria “incentivo”, que nasceu dentro da empresa há um ano. O termo se refere aos pacotes coorporativos, vendidos para empresas e não para o consumidor final.

Com o nome de Terra Mundi Incentivos, a empresa quer comercializar pacotes de viagens para o próximo ano que envolvam grandes eventos esportivos, caso de um Grand Slam de tênis, por exemplo. Mas o primeiro passo escolhido foi o Mundial de Clubes, com foco na presença do Santos.

Por trás do projeto está Camilo Maragni. O executivo foi um dos responsáveis pelo Passaporte FC, a agência de turismo do São Paulo, e já realizou trabalho semelhante ao atual em 2010, quando fez pacotes para o Mundial de Clubes, daquela vez para o Internacional. Agora, seu objetivo é levar a Terra Mundi a esse universo que já lhe é familiar.

“O nosso foco está nesse mercado coorporativo crescente, de empresas que querem estar presentes em grandes eventos esportivo. Não é só o consumidor final que quer presenciar esse eventos”, afirmou.

Ainda nova no mercado, a agência está apenas negociando com empresas para entrarem no pacote do Mundial. Com um ano de existência, a Terra Mundi Incentivos já fechou uma série de viagens coorporativas, mas nunca envolvendo um grande evento esportivo.

A diferença entre os pacotes envolvendo o consumidor final e uma empresa está no nível de detalhes que a agência tem que oferecer para o cliente. No caso de uma empresa, quem for viajar não pode ter nenhum tipo de gasto, nem mesmo com alimentação ou transporte. Para o consumidor final, esse tipo de questão é mais flexível.

Apesar de seus avanços, a Terra Mundi tem uma questão a ser superada. O Santos tem a sua própria agência de viagem, que já comercializou um terço dos pacotes para o consumidor final. “Mas não podemos fazer nada para impedir que outras agências façam pacotes, desde que não usem a marca do Santos”, explicou o diretor de marketing do clube, Armênio Neto.

O Santos já teve que notificar uma série de agências por esse propósito. Com outras, fez parcerias para que fechasse pacotes para o clube também, mas nesse caso envolve a transferência de royalties.

O que a Terra Mundi Incentivo espera é conseguir destaque com o foco no meio coorporativo, o que a diferenciaria da maioria das agências de viagem em questão.