Após sucesso de retrô, Sport usa torcida em camisa

Campeões em 87, Rogério e Neco estiveram em lançamento de 2010

Campeões em 87, Rogério e Neco estiveram em lançamento de 2010

No ano passado, o Sport resolveu acionar sua torcida para escolher um modelo de camisa que homenageasse o título nacional conquistado pelo clube em 1987. E em função do sucesso dessa ação, os adeptos também participarão da escolha do modelo oficial deste ano. A diretoria rubro-negra fez uma reunião com a Lotto na semana passada, e apresentou à fornecedora de material esportivo algumas das sugestões do público.

A ação da camisa retrô de 1987, segundo o Sport, gerou algo em torno de 500 ou 600 sugestões de modelos – a diretoria escolheu 12 para fazer uma votação pública. Além disso, foram vendidas 600 peças apenas no evento de lançamento, que durou menos de quatro horas.

O que empolgou o clube foi o engajamento do público em torno do uniforme. Por isso, novas sugestões – dessa vez, dadas de forma espont"nea – foram encaminhadas à Lotto neste ano. O modelo 2011 já foi pré-aprovado, e a previsão do Sport é que o lançamento aconteça entre os dias 31 de março e 15 de abril.

Outra decisão tomada em função do sucesso da ação do ano passado é que o Sport deve repetir nesta temporada o uso de sugestões da torcida para o desenho de um produto. A diretoria ainda não definiu qual artefato será o mote da campanha, mas a ideia é que ela seja realizada no segundo semestre.

A possibilidade de um novo lançamento relacionado ao título de 1987 está praticamente descartada. A despeito de o São Paulo ter recebido nesta semana a taça das bolinhas, que ratifica o clube do Morumbi como o primeiro a conquistar cinco vezes o Campeonato Brasileiro e confirma os pernambucanos como vencedores da Taça União, a diretoria do Sport não pretende aproveitar para criar novos produtos.

“Já fizemos isso em outros momentos, como a camisa do ano passado. Não podemos lançar um novo produto sempre que houver uma notícia sobre o tema. O que nós fazemos é aproveitar para divulgar as coisas que já existem”, ponderou Sid Vasconcelos, diretor de marketing do Sport.