Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Após sucesso em Copa do Mundo, Santos investe para atrair delegações olímpicas

Prefeitura, que já acertou com natação da Itália, investe mais de R$ 20 mi em obras de instalações esportivas

Adalberto Leister Filho - São Paulo (SP) Publicado em 04/02/2015, às 09h04 - Atualizado às 11h04

Imagem Após sucesso em Copa do Mundo, Santos investe para atrair delegações olímpicas

Vila Belmiro, que pode receber a seleção olímpica do México

Após experiência bem-sucedida de hospedar delegações durante a última Copa do Mundo, Santos espera atrair o interesse de algumas delegações que vierem ao Brasil para a disputa da Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016.

Durante o Mundial do Brasil, a cidade serviu de concentração para as seleções de Costa Rica e México. Ambas se identificaram muito com Santos, participando, durante a fase de preparação, de diversas atividades de integração com a população local.

“Para a Copa, a cidade preencheu o caderno de encargos da Fifa, e não poderia mais modifica-lo. Agora, o procedimento é diferente. Falamos diretamente com os comitês olímpicos de cada país e suas federações nacionais”, explica Alcídio Ferreira de Mello, o Cidão, que atuou pela seleção brasileira de vôlei nos anos 80 e 90.

A primeira delegação já confirmada foi a da natação da Itália, que é integrada por nomes como Francesca Pellegrini, atual recordista mundial e campeã olímpica em Pequim-2008 dos 200 m livre, e Martina Grimaldi, medalha de bronze na maratona aquática em Londres-2012.

Três equipamentos já foram apresentados aos interessados: a Arena Santos, ginásio com capacidade para 5.000 pessoas, a piscina olímpica da Universidade Santa Cecília e o ginásio do Sesc. Há uma série de reformas e construção de novas instalações esportivas na cidade para atrair mais delegações. Os investimentos no setor superam os R$ 20 milhões.

“Já conversamos também com o Comitê Olímpico Suíço sobre a possibilidade de trazer a equipe de triatlo deles, que é uma referência mundial”, conta Cidão.

Outro esporte que pode ter competidores na cidade é o futebol. O México, que já ficou na cidade na Copa do Mundo, está perto de fechar a preparação de sua seleção olímpica na cidade litorânea. A prefeitura já conversou com a atual diretoria do Santos sobre a cessão da Vila Belmiro aos mexicanos.

“O problema é que durante os Jogos Olímpicos, o calendário do futebol brasileiro não para. Mas já conversamos com o Modesto Roma [presidente do Santos] sobre a logística para atender uma delegação de futebol”, conta Cidão.