Bahia evita aporte a piloto para focar futebol

Patrick Gonçalves seguirá com marca do Bahia, mas sem vínculo oficial

Patrick Gonçalves seguirá com marca do Bahia, mas sem vínculo oficial

O atual campeão da Mini Challenge, Patrick Gonçalves, não terá patrocínio do Bahia neste ano. Embora o piloto carregue a marca do clube nordestino independentemente de haver algum apoio financeiro, a equipe preferiu concentrar investimentos no futebol.

"O Bahia não tem condições financeiras para bancar um atleta de outro esporte, porque nesse momento estamos nos organizando, nos estruturando", afirma Sacha Mamede, diretor de marketing da agremiação tricolor, em entrevista à Máquina do Esporte.

Gonçalves seguirá usando a marca do Bahia, de acordo com Mamede, pois notou que atrelar-se ao futebol é uma maneira efetiva de conseguir visibilidade, mas não haverá, pelo menos por um futuro próximo, nenhum vínculo de patrocínio ou oficial entre as partes.

Uma das situações que o time pretende evitar, ao rejeitar a ideia de repassar verba para modalidades além do futebol, é que a torcida critique gestores por não empenharem todos os esforços no reforço do elenco, que hoje ainda luta para não voltar à Série B.

"Há clubes que nasceram de outros esportes e depois migraram para o futebol, mas nós nascemos do futebol, então precisamos sempre focá-lo, porque em algum momento a torcida pode reclamar da verba que é investida em outras frentes", finaliza o diretor.