Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Bayern pede desculpas à Adidas por Götze usar Nike

Redação Publicado em 03/07/2013, às 07h03 - Atualizado às 10h03

O Bayern de Munique apresentou nesta semana a principal contratação da equipe para a próxima temporada do futebol europeu. Contudo, a presença de Mario Götze no novo clube não repercutiu tanto quanto a camiseta que ele usava. A peça levou a equipe a pedir desculpas formais à Adidas.

Além de ser fornecedora de material esportivo do Bayern de Munique há cinco décadas, a Adidas é acionista do clube desde 2002. A empresa controla 9,4% do time atualmente, e o presidente global da companhia, Herbert Hainer, ocupa uma posição no conselho da equipe.

Ainda assim, o Bayern de Munique permitiu que Götze usasse na apresentação uma camiseta branca com o nome e o logotipo da Nike no peito.

Logo depois do evento, Oliver Brüggen, porta-voz da Adidas, manifestou o descontentamento da empresa com o fato: “As imagens nos surpreenderam negativamente. Por contrato, isso não é permitido”.

Brüggen fez apenas um comunicado oficial e não admitiu que a imprensa fizesse perguntas. Ele também disse que o Bayern já havia sido comunicado sobre a reação da Adidas. “Manifestamos nossa insatisfação”, relatou.

A história motivou um pedido formal de desculpas do clube. “Já chamamos a Adidas para conversar e apresentamos nosso arrependimento. Mario Götze, assim como outros atletas, tem direito de usar produtos de seus patrocinadores quando estiver em campo. Em um evento assim, isso não podia ter acontecido”, admitiu Markus Hörwick, diretor de relações com a mídia da equipe bávara.

Götze foi contratado do Borussia Dortmund, e essa não é a primeira polêmica que ele protagoniza desde que o negócio foi anunciado. As duas equipes decidiram a última edição da Liga dos Campeões da Uefa, e o meia não atuou por estar lesionado.

Sem um de seus principais jogadores, o Borussia Dortmund foi superado na decisão pelo Bayern de Munique, que ficou com a taça continental.