Bragantino busca parceiros para viabilizar Morumbi

Morumbi: nova casa baiana?

Morumbi: nova casa baiana?

O Bragantino deve fechar ainda nesta semana com empresas que tornarão o jogo contra o Bahia no Morumbi financeiramente viável. O clube de Bragança Paulista já acertou com a diretoria do São Paulo e com a CBF para fazer a última partida da Série B do Campeonato Brasileiro no estádio.

A diretoria do Bragantino negocia com empresas baianas para cobrir a diferença do ingresso apresentado por torcedores que nasceram no Estado nordestino. A intenção é fazer com que esse público específico pague uma taxa simbólica, estimada em R$ 2,00, ao apresentar o RG para assistir ao jogo.

Segundo o presidente do Bragantino, Marco Antonio Chedid, a intenção não é fazer uma simples partida, mas uma grande festa para os baianos em São Paulo comemorarem o retorno do Bahia à Série A. “Queremos fechar os acordos e os preços ainda hoje. Assim, devemos ter até trio elétrico no Morumbi”, afirmou Chedid.

O Bragantino, que conta com média de público de apenas 889 pessoas, espera receber 40 mil pessoas no Morumbi. O clube admite que a sua renda obtida com o público nem é levada em consideração no orçamento; o valor bruto não chegou a R$ 100 mil durante a Série B. Com o estádio desejado, o São Paulo conseguiu na Série A deste ano R$ 255 mil de média com bilheteria, mesmo com um público médio de apenas 15 mil pessoas.