Cartão de crédito dita acordo entre Santos e CSU

A possibilidade de lançar um cartão de crédito do clube e mais uma série de outros produtos fez com que o Santos se tornasse o "patinho feio" dos acordos de patrocínio para o número da camisa entre os grandes de São Paulo.

O clube do litoral paulista fechou contrato até o final do ano com a CSU CardSystem S.A., empresa que trabalha com o sistema de soluções para uso de cartões de crédito. Válido até 31 de dezembro deste ano e com valor de R$ 2 milhões, o negócio fez com que o Santos deixasse de lado uma parceria engatilhada com a TIM, que na última quarta-feira anunciou acordo com o São Paulo.

A marca da CSU estará estampada no número da camisa de jogo do time santista, mesma propriedade que a empresa de telefonia celular detém com Corinthians, Palmeiras e São Paulo. O valor fechado pelo Santos também se assemelha àquele negociado pelos rivais paulistas com a TIM.

O negócio com a CSU, porém, vai mais além do que a simples exposição da marca no uniforme. A tendência é que sejam lançados cartões de créditos do Santos e, também, outros produtos subsequentes, que ainda estão sendo estudados por clube e empresa.