Com goleada, Fluminense tem prejuízo no Engenhão

Fluminense bateu Atlético-MG por 5 a 1, mas teve de pagar R$ 28 mil

Fluminense bateu Atlético-MG por 5 a 1, mas teve de pagar R$ 28 mil

O Fluminense, comandado por Muricy Ramalho, derrotou o Atlético-MG por 5 a 1 e ocasionou a demissão do técnico Vanderlei Luxemburgo. A vitória pôs o time de volta nos trilhos na busca pelo título do Campeonato Brasileiro, mas não gerou renda suficiente para evitar prejuízo em bilheterias.

O clube carioca não conseguiu a receita necessária para pagar cerca de R$ 135 mil em despesas no estádio do Engenhão e teve de desembolsar R$ 28 mil. O mau desempenho é semelhante ao da primeira rodada do segundo turno, quando o time das Laranjeiras teve prejuízo de R$ 25 mil diante do Ceará.

O início do returno coincide com a migração para o novo estádio, devido ao fechamento do Maracanã para obras. Além dos dois resultados financeiros negativos, na nova casa, o clube conseguiu lucro de R$ 181 mil quando perdeu para o Corinthians, time que naturalmente eleva substancialmente a receita dos adversários.

Durante o primeiro turno, o Fluminense obteve algum lucro somente em quatro das nove partidas como anfitrião. Na estreia, contra o Atlético-GO, ainda no Maracanã, a equipe ainda registrou prejuízo de R$ 37 mil. Em quatro outras oportunidades, teve a receita líquida completamente penhorada.