Com Ricardo Eletro, Grêmio cria loja eletrônica

Site tem disponíveis produtos em geral, não apenas ligados ao futebol

Site tem disponíveis produtos em geral, não apenas ligados ao futebol

O Grêmio anunciou nesta sexta-feira (23) a criação de loja eletrônica. Em parceria com a Ricardo Eletro, o clube terá página não apenas com produtos ligados ao futebol disponíveis, mas eletrônicos, informática, telefonia, eletrodomésticos, brinquedos, perfumaria, cosméticos, DVDs, livros, entre outros.

A iniciativa é suportada pela Máquina de Vendas, holding formada por varejistas como Insinuante, Ricardo Eletro e City Lar. Em cada compra realizada no comércio na internet, uma porcentagem, não revelada, será repassada aos cofres do clube, que irá contabilizá-la como receita de licenciamentos.

"Isso possibilita um investimento cada vez maior no futebol e na própria satisfação do torcedor", explicou Paulo César Verardi, diretor de marketing gremista, em comunicado enviado à imprensa. Paulo Odone, presidente da equipe gaúcha, por sua vez, ressaltou a ação como mais um esforço para ampliar as fontes de renda.

A Ricardo Eletro teve a primeira loja física inaugurada em meados dos anos 1990, em Divinópolis, e hoje diz liderar no Estado de Minas Gerais. A união com a Insinuante para a criação da Máquina de Vendas aconteceu em março de 2010, e o projeto de expansão foi iniciado em 2007, com a aquisição da rede Mig.

O lançamento de uma loja eletrônica com produtos que extrapolam o universo do futebol, contudo, não é totalmente novidade. O Flamengo neste ano apresentou, em parceria com a CompraFácil, um comércio na internet nos mesmos moldes do gremista.