Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Copa dará prêmio social para a melhor comemoração

Guilherme Costa em em Johanesburgo (África do Sul) Publicado em 22/06/2010, às 09h00 - Atualizado às 12h00

Imagem Copa dará prêmio social para a melhor comemoração

Comemorar gols na Copa do Mundo de 2010 não vai ser apenas uma demonstração de alegria ou liberação de endorfina. Graças a uma iniciativa da Coca-Cola, esse momento vai motivar também um projeto social. Patrocinadora do evento, a empresa de bebidas promoverá neste ano uma competição de celebrações.

A ideia da Coca-Cola é reunir nessa ação os dois principais conceitos da comunicação da marca: a comemoração de gols e o aspecto social. Cada celebração na Copa do Mundo de 2010 representará uma doação de US$ 1,5 mil para um fundo mantido pela companhia para levar água potável e saneamento básico a escolas na África.

Além disso, comemorações de gols serão expostas no site da Fifa. Internautas de todo o planeta poderão votar e escolher a melhor celebração da Copa do Mundo, que motivará uma doação de US$ 50 mil ao mesmo fundo.

“O que nós queremos com o patrocínio à Copa do Mundo é deixar um legado da Coca-Cola para toda a África. É isso que nós buscamos quando pensamos em como usar a relação da empresa com o futebol”, disse Francesca Aguilar, gerente de projetos da companhia.

A ideia da Coca-Cola com o projeto de saneamento básico é levar água limpa a dois milhões de pessoas em toda a África até 2015. Uma das apostas é a campanha “Water for schools” (“Água para escolas”, em tradução livre), que receberá as doações relacionadas a gols da Copa. A estimativa da companhia é que uma escola ganhe total estrutura de água tratada a cada dez tentos comemorados.

“Esse é um projeto lançado em março de 2009, e desde então a Coca-Cola tem tentado se associar a diferentes companhias para atingir o objetivo de levar água e saneamento básico às pessoas da África. Isso é o que nós queremos deixar da Copa do Mundo”, completou Aguilar.