Desfecho do Brasileirão decepciona nas bilheterias

Seis anfitriões não conseguiram ultrapassar R$ 100 mil em lucro

Seis anfitriões não conseguiram ultrapassar R$ 100 mil em lucro

A 36ª rodada do Campeonato Brasileiro não deixou a desejar apenas na audiência obtida por emissoras de televisão. Nas bilheterias, dentre as dez partidas disputadas, apenas o Grêmio conseguiu quebrar a barreira dos R$ 200 mil lucrados e levantar R$ 375 mil.

O Vitória, com o segundo melhor desempenho, empatou com o Corinthians por 1 a 1, atrapalhou o sonho alvinegro de conquistar o torneio nacional no ano do centenário e obteve R$ 201 mil. O terceiro melhor resultado é do Cruzeiro, outro postulante ao título, com R$ 178 mil lucrados.

Daí em diante, montanha russa em queda. O Flamengo desperdiçou R$ 45 mil em penhoras e amealhou R$ 135 mil. Esse número é 336% inferior ao atingido na última rodada do primeiro turno, pico de lucro nesta edição. Ameaçado pelo rebaixamento à Série B, o time rubronegro poderia ter registrado novo pico.

As piores performances, entretanto, couberam a Botafogo, São Paulo, Avaí, Goiás, Palmeiras e Prudente, em ordem decrescente. Nenhum desses foi capaz de levantar mais de R$ 100 mil, com destaque negativo para o último, que, já rebaixado, teve prejuízo de R$ 20 mil.