Dirigente do Fla confirma reunião com Adidas

Leonardo Ribeiro soube das reuniões entre Flamengo, Adidas e Traffic

Leonardo Ribeiro soube das reuniões entre Flamengo, Adidas e Traffic

O presidente do conselho fiscal do Flamengo, Leonardo Ribeiro, confirmou nesta sexta-feira (4) que o clube tem conversado com a Adidas para trocar de fornecedor de material esportivo. O dirigente ainda afirmou que foi procurado por um emissário não oficial da fabricante para que participasse das reuniões, mas declinou do convite.

O presidente do conselho rubro-negro desconhecia a proposta feita pela empresa alemã para derrubar a Olympikus, de R$ 350 milhões por dez anos, mas afirma que já havia ouvido rumores de que reuniões estavam acontecendo entre a cúpula do clube e um diretor da Adidas em nível continental.

"Um emissário não oficial veio me procurar, como presidente do conselho fiscal, perguntando se eu não queria conhecer a proposta da Adidas, que já tinha conversado com outros dirigentes, e eu educadamente recusei", afirma Ribeiro. A posição do mandatário é que o time rubro-negro deveria se manter fiel à Olympikus.

Em uma conversa de cerca de 30 minutos com esse interlocutor, o presidente do conselho também soube que o plano da Adidas é envolver o Maracanã em um projeto ligado à Copa do Mundo de 2014, da qual é patrocinadora.

"Eles querem pegar Flamengo e Fluminense para, em um projeto maior, envolvendo a administração futura do Maracanã, transformá-lo em um grande shopping center esportivo", conta o dirigente. Essa ideia, segundo ele, justifica os valores oferecidos pela Adidas para conseguir tirar o Flamengo da Vulcabras/Azaleia, gestora das marcas Olympikus e Reebok no Brasil.

Entenda o caso

A Adidas está disposta a ganhar espaço no mercado brasileiro, e para tanto fez proposta de R$ 35 milhões anuais ao Flamengo, mais R$ 10 milhões para a rescisão do contrato que o clube possui com a Olympikus, além de reformas na estrutura da equipe. A ideia é também montar um "QG da Copa" no Rio de Janeiro até 2014, ano da Copa do Mundo no país.

O acordo está sendo costurado pela Traffic, parceira do clube na captação de recursos. A agência tem intermediado encontros entre representantes da Adidas internacional e a cúpula flamenguista. O negócio ainda não foi assinado, mas está em estágio avançado, e tudo está sendo negociado por trás da Olympikus, atual responsável pela função no clube.

Houve uma reunião em 24 de outubro, uma segunda-feira, entre Patricia Amorim, presidente do time; Hélio Ferraz, vice-presidente geral e vice-presidente de futebol do clube; Harrison Baptista e Fernando Gonçalves, ambos membros da Traffic; e executivos da Adidas internacional.

Após notícia publicada pela Máquina do Esporte na última terça com todas as informações referentes à oferta da empresa alemã, o Flamengo emitiu nesta sexta um comunicado no site oficial negando tudo. A nota informa que o texto "não tem qualquer fundamento e que não houve nenhuma reunião entre as partes".