DTCC estreia sem público, mas espera ter televisão

Carro da DTCC Audi foi apresentado em restaurante de São Paulo

Carro da DTCC Audi foi apresentado em restaurante de São Paulo

Com início previsto para o fim de semana do dia 10 de abril, a DTCC Audi, categoria automobilística apresentada oficialmente no início de março, adotará posturas radicalmente diferentes sobre público e TV. Paciente por um lado, a organização da disputa mostra ansiedade quando muda de assunto.

A ideia da Driver, empresa que organiza a categoria, é fechar um pacote de transmissão antes da abertura da temporada. Há uma negociação em curso com um canal fechado, mas o nome dessa emissora é mantido em sigilo.

As conversas com o canal são para compra de espaço na grade. A transmissão das provas é vista pela Driver como um recurso importante para turbinar a categoria e impulsionar a visibilidade de patrocinadores.

Até o formato das provas, com duração entre 25 e 30 minutos, foi pensado para a TV. A proposta da Driver é criar um produto atraente, que se encaixe facilmente na grade de qualquer canal, e completar a exposição com a criação de um programa sobre o evento.

A preocupação que a DTCC Audi demonstra com a TV para o início da categoria, contudo, não é a mesma que a categoria tem com o público. As primeiras etapas serão disputadas com autódromos fechados, sem a presença de torcida.

Essa decisão foi tomada para que a organização tenha tempo de entender o perfil do público interessado na categoria, sobretudo para pacotes corporativos. A partir disso, a proposta é desenvolver uma estratégia focada nesse grupo, o que deve acontecer apenas com a competição em curso.

A DTCC Audi é a primeira categoria monomarca do automobilismo mundial a ter chancela da montadora alemã. O grid deve contar com 16 carros no início da temporada, e todos eles serão modelos A3 da marca.