Em Bauru, Claro aposta no basquete e cria cards

Com colecionáveis, empresa de telefonia espera se aproximar do público

Com colecionáveis, empresa de telefonia espera se aproximar do público

A Claro, empresa de telefonia celular controlada pelo bilionário mexicano Carlos Slim, criou ação para estreitar relacionamento com habitantes de Bauru, no interior de São Paulo, por meio do basquete. A companhia desenvolveu 13 cards colecionáveis, com as imagens de todo o elenco do Itabom/Bauru.

A agência MR Tempo, contratada pela Claro para gerenciar ações de marketing na região, notou que os torcedores do time de basquete local costumavam abordar os atletas após as partidas para pedir autógrafos, mas não tinham nenhum item adequado para receber as assinaturas.

"A Claro, então, pensou em algo que pudesse ser colecionado, mas que também servisse para entregar aos jogadores para receber o autógrafo", explica o diretor da agência, Paulo Razera. Os cards, além de informações e foto do atleta, possui espaço reservado para essa finalidade.

Os cards serão distribuídos gratuitamente aos torcedores durante os jogos do Campeonato Paulista de Basquete, a serem realizados na cidade. Apesar de o item colecionável parecer mais atrativo para o público infantil, a MR Tempo não o desenvolveu com base em um público segmentado.

A iniciativa da ação foi tomada pela Claro, que pretende fortalecer a própria atuação no interior de São Paulo e enxergou no basquete de Bauru oportunidade de realizar ações de relacionamento. Nas últimas partidas, já foram feitas promoções durante os intervalos.

Entre as figuras utilizadas nos cards, estão os jogadores Ricardo, Renato, Larry, Júlio, Jeff, Gui, Fischer, Ferrugem, Douglas, Alex, Aleo, o técnico Guerrinha e o mascote do clube, um dragão esverdeado.