Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Fifa dá Pepsi a voluntários na Copa do Mundo

Guilherme Costa em em Johanesburgo (África do Sul) Publicado em 02/07/2010, às 14h40

Imagem Fifa dá Pepsi a voluntários na Copa do Mundo
 - Crédito Redação

- Crédito Redação

O incidente envolvendo um grupo de 36 garotas com vestidos laranja no jogo entre Holanda e Dinamarca – a roupa era parte de uma ação de emboscada da cervejaria Bavaria, e duas moças acabaram presas por isso – expôs a preocupação da Fifa com marcas que não têm contrato com a entidade e se aproveitam da Copa do Mundo. A preocupação dos responsáveis pelo torneio, contudo, não atingiu todos os segmentos da organização. Em Durban, uma das sedes do evento, voluntários ganharam refrigerantes Pepsi dos responsáveis pelo campeonato.

Os refrigerantes Pepsi de 500 ml foram colocados por engano no interior de 500 pacotes distribuídos aos voluntários, pessoas dão auxílio logístico à Fifa na organização da Copa do Mundo. A entidade que gerencia o futebol no planeta tem contrato com a Coca-Cola.

O erro foi cometido no fan fest de Durban, que fica na praia. Quando vram o que havia acontecido, responsáveis pelo local convocaram todos voluntários e passaram a vasculhar seus kits de produtos para tentar confiscar os refrigerantes.

Segundo o jornal sul-africano “Times”, um dos voluntários disse que refrigerantes Pepsi haviam sido servidos no fan fest durante quatro dias até a organização perceber o erro. O funcionário em questão ainda disse que algumas pessoas se revoltaram e não permitiram revista em suas mochilas.

Em comunicado oficial feito por um porta-voz, a cidade de Durban disse que o erro foi cometido por um de seus fornecedores, que trocou o refrigerante ao montar o kit dos voluntários. A Fifa ainda não se pronunciou sobre o caso.

Neste ano, o caso da cervejaria Bavaria foi emblemático sobre a preocupação da Fifa com ações de marketing de emboscada. Um grupo de 36 garotas entrou na arquibancada do estádio Soccer City com vestidos laranja que fazem parte da comunicação da marca, e a entidade as expulsou. Como esse tipo de ação é considerada crime na África do Sul, duas das moças foram levadas á cadeia e liberadas após pagar fiança.

Dias depois, Bavaria e Fifa fizeram acordo para não tocar mais nesse assunto. A entidade é patrocinada pelo grupo AB-InBev, que prioriza a Budweiser em ações relacionadas ao evento de futebol.