G7 insiste para ter filme da Liga dos Campeões

Competição vencida pelo Barcelona em 2011 não deve ser aproveitada

Competição vencida pelo Barcelona em 2011 não deve ser aproveitada

Enquanto apresenta ao público a segunda versão de "Soberano", documentário voltado para as conquistas do São Paulo, a G7 Cinemas lamenta ainda não ter conseguido ganhar espaço em nível global. Há tratativas para produzir filme sobre a Liga dos Campeões da Uefa de 2010/2011, mas o projeto deve ser adiado para a próxima temporada.

"É um processo de convencimento de uma entidade europeia de que uma empresa brasileira é a mais qualificada no mundo para fazer isso, então não é nada simples", explica Gustavo Ioschpe, presidente da G7 Investimentos, proprietária da produtora. O executivo desejava lançar obra sobre a edição que terminou neste ano, mas teme não ter tempo.

A produtora esteve nas últimas partidas da Liga dos Campões que findou em maio deste ano, com triunfo do Barcelona sobre o Manchester United. Anteriormente, nas semifinais, o clube espanhol já havia vencido o principal rival, Real Madrid. O conteúdo colhido nesses jogos pode não ter nenhum uso diante das frustradas negociações.

Como já se passaram cinco meses da vitória do Barcelona sobre o finalista inglês, é possível que as tratativas tenham sucesso apenas para a próxima temporada. "Será um processo de muita insistência, mas não temos prazo para fechar", avalia Ioschpe. "Interesso-me por fazer a Liga dos Campeões de qualquer modo, seja em 2011 ou 2016".

A autorização da Uefa é o último passo para conseguir iniciar a produção do documentário sobre a competição europeia. A G7 já tem acordo fechado com a Universal Pictures, que se encarregará pela distribuição da película. A produtora já elaborou filmes para Corinthians, São Paulo, Grêmio e Internacional no Brasil.