Gaviões da Fiel processa torcida gay corintiana

Montagem mostra o símbolo das duas torcidas: Gaviões e Gaivotas

Montagem mostra o símbolo das duas torcidas: Gaviões e Gaivotas

A torcida organizada formada por corintianos Gaviões da Fiel decidiu processar por uso indevido da marca a Gaivotas Fiéis, torcida fundada por Felipeh Campos, torcedor corintiano gay e que teve a ideia de fazer a primeira torcida organizada gay do mundo.

O processo foi registrado no último dia 23 de outubro, na Polícia Civil de São Paulo, e tem como objetivo impedir que a facção criada por Campos possa utilizar como símbolo da torcida uma gaivota disposta sobre o escudo do Corinthians (modificado com elementos que remetem ao universo LGBT), que tem clara alusão ao emblema da Gaviões.

"Instauramos um inquérito policial contra a nova torcida por conta da utilização de nome e logotipo semelhantes aos da Gaviões da Fiel. A nova torcida está se associando irregularmente à marca da Gaviões da Fiel, que já está consolidada há muito tempo", afirmou à Máquina do Esporte Ricardo Cabral, advogado que representa a torcida organizada fundada há 44 anos. 

Ao portal de notícias G1, o delegado Fulvio Mecca afirmou que a Gaviões afirma que há um uso indevido e sem autorização dos símbolos tanto da torcida quanto do Corinthians (ver foto ao lado).

"A acusação é que estão usando indevidamente e sem autorização os símbolos da Gaviões e do próprio Corinthians. O plágio, nesse caso, se caracteriza por usar marca sem autorização ou imitar e induzir a confusão. A reclamação da Gaviões é em relação a essas cópias”, disse o delegado ao G1.

Também ao portal de notícias, Felipeh Campos defendeu-se da acusação, e afirmou:

"Em primeiro lugar: o distintivo do Corinthians não é da Gaviões. Não é de torcida nenhuma. Eu posso usar o distintivo da forma que quiser. Eu não estou copiando nada. Não é um gavião é uma gaivota", disse o torcedor.

De seu lado, Ricardo Cabral faz uma interpretação da lei ao dizer sobre a utilização do escudo do clube.

"As torcidas organizadas podem utilizar os escudos de seus clubes desde que não o desvirtuem. No caso do símbolo da Gaviões da Fiel, o escudo do Corinthians não sofre nenhuma modificação", afirmou, para depois confirmar que não há uma concessão formal de licença de uso do emblema pelo Corinthians.

"O que existe é um acordo velado entre Gaviões da Fiel e Corinthians. A Gaviões tem permissão para utilizar o escudo do Corinthians em seu símbolo", afirmou.

Procurado pela reportagem da Máquina do Esporte, o departamento de marketing do Corinthians não se manifestou sobre o assunto. Segundo a reportagem apurou, porém, não há qualquer acordo formal entre clubes e as torcidas organizadas para uso da marca e pagamento de royalties pela exploração comercial com a venda de produtos das torcidas.

"As torcidas organizadas não pagam royalties para os clubes de futebol. Isso quem faz é a empresa que vende produtos do Corinthians, como a [rede de lojas] Poderoso Timão", confirmou Ricardo Cabral.