Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Globo renova direitos do futebol de SP

Globo renova direitos do futebol de SP

Guilherme Costa em São Paulo - SP Publicado em 27/05/2010, às 10h00

Quando foi fundado, o G4, grupo que reúne Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo, estabeleceu duas metas primordiais: buscar receita a partir da exploração conjunta das imagens e montar um bloco para ampliar a força política da região. Depois de um esfacelamento na eleição do Clube dos 13, que teve duas equipes em cada chapa, a instituição conseguiu unidade em uma negociação e renovou contrato com a Globo para exibição de jogos do Campeonato Paulista nos próximos cinco anos. A principal vitória do G4 foi fechar um acordo com a Globo independentemente dos outros times que disputam o torneio estadual. O contrato prevê dois padrões de remuneração (haverá um acréscimo no que os clubes recebem a partir do terceiro ano do vínculo), mas os valores não foram divulgados. Curiosamente, a renovação do acordo entre os quatro clubes e a Globo também tem relação com o Clube dos 13. Fábio Koff, candidato defendido por Palmeiras e São Paulo que foi reeleito neste ano ao comando da entidade, estabeleceu a negociação de TV do torneio nacional como uma de suas prioridades ? a Record ainda não fez oferta oficial, mas já demonstrou interesse. O problema é que os clubes paulistas precisavam adiantar receitas. Se comprometessem cotas do Campeonato Brasileiro, teriam uma situação com a Globo que complicaria as conversas com outras emissoras. Isso fortaleceu a união e a busca por valores mais significativos pela exibição do torneio estadual. Ainda em função da necessidade, os clubes aceitaram algumas imposições feitas pela Globo na negociação do contrato para o Campeonato Paulista. Isso fez com que a negociação fosse definida com muita agilidade, ao contrário do que se espera para o Brasileiro. A assinatura do contrato com a Globo ainda serviu para o G4 lançar seu comitê jurídico, formado por advogados indicados pelas quatro equipes. O órgão foi responsável pela análise das minutas de contrato enviadas pela emissora carioca. Depois disso, o comitê jurídico deve ter um cronograma diferente. Além de analisar contratos fechados pelo G4, o grupo segmentado fará reuniões periódicas para discutir como a entidade pode trabalhar para alterar leis e analisar questões ligadas aos quatro clubes.