Ibope divulga hábitos de brasileiros com esporte

O Ibope divulgou nesta terça-feira uma pesquisa que levanta a relação dos brasileiros com o esporte, com foco nos hábitos de consumo de quem acompanha conteúdos do segmento pela televisão e pela internet. O instituto promete divulgar em breve um levantamento abordando outras duas mídias: o rádio e a televisão.

O foco no Ibope está nos megaeventos que o Brasil receberá nos próximos anos, em especial a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos. A diretora comercial do instituto, Dora C"mara, explicou a import"ncia das pesquisas. “Com esses eventos, o mercado precisará de informações para saber como investir, como mirar o seu público alvo com maior precisão”, afirmou.

Para justificar essa afirmação, o Ibope levantou dados sobre o investimento em publicidade em programas esportivos na televisão. Na última Copa do Mundo, na África do Sul, houve um aumento de 48% nos investimentos nessa área. Um incremento significativo já havia sido apresentado no Mundial anterior. Em 2006, o número foi de 38%.

A pesquisa apresentada teve nove mil entrevistados, espalhado nas "12 principais regiões metropolitanas” do Brasil. O levantamento aconteceu entre abril e julho deste ano, e ele representa 50 milhões de brasileiro acima dos 10 anos.

Considerando os meios analisados, há uma larga vantagem numérica da televisão sobre a internet. No universo pesquisado, 72% buscam informações esportivas na TV, enquanto apenas 16% optam por fazer isso via web. A internet fica atrás até do rádio, com 21%. Jornal impresso, com 15%, se posiciona em seguida.

Existe um público mais bem definido na internet. A maioria (66%) é homem, de classe AB (55%) e tem entre 10 e 29 anos (62%). No caso da televisão, o universo é mais amplo. Considerando o gênero, a divisão é de apenas 54% para os homens. Na idade, 56% do público de TV tem mais de 30 anos e a classe BC é ampla maioria (84%).

A prioridade do público dos dois meios também é alterado, segundo a pesquisa. Quem acompanha esporte pela televisão escolhe o programa pela qualidade das reportagens (47%), seguido da credibilidade (18%). Já o público da internet quer agilidade (32%) e notícias abrangentes (31%).

O Ibope também levantou a porcentagem de torcedores de cada clube nessas 12 principais regiões metropolitanas. Nesse universo, que abrange um quarto da população brasileira, Corinthians e Flamengo tem o mesmo número de torcedores, com 13% para cada um. São Paulo, em terceiro, tem 8% da preferência.

Vale ressaltar que em 2010 o Ibope fez uma pesquisa com o Lance! para quantificar os torcedores de todo o país. Com o universo mais extenso, o Flamengo ficou com 17,2% e o Corinthians com 13,4% dos torcedores no Brasil.

Leia mais:

Pesquisa aponta credibilidade de marca associada a atleta

Maioria presta atenção em marcas nas camisas, diz Ibope