Kaiser amplia novatos entre aportes da Libertadores

Mano Menezes é a atual aposta de mídia da Kaiser

Mano Menezes é a atual aposta de mídia da Kaiser

A edição 2011 da Copa Santander Libertadores, que começou na noite da última terça-feira, é um bom exemplo do quanto o mercado esportivo está focado na América do Sul. Depois de McDonald’s e Samsung, empresas que passaram a apoiar o evento neste ano, a cerveja Kaiser também fechou contrato com a principal competição de clubes do continente.

A Kaiser é controlada pela Heineken Brasil, subsidiária da Heineken NV criada após a aquisição da divisão de cervejas do grupo Femsa. A companhia possui oito fábricas no país, região em que gera 2,3 mil empregos.

No Brasil, a Kaiser é a marca escolhida pelo grupo para trabalhar associações com o esporte. Também é essa cerveja que a companhia usa em ações com o G4, grupo formado por Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo – a equipe do Parque São Jorge e o clube da Vila Belmiro estarão na Libertadores em 2011.

Além disso, a Kaiser elegeu o técnico Mano Menezes, da seleção brasileira, como seu novo garoto-propaganda. Ele protagoniza a atual campanha de mídia da marca, que já havia apostado anteriormente em nomes como o atacante Romário.

Detalhes sobre o contrato da Kaiser com a Libertadores não foram revelados. A companhia também não divulgou as propriedades que poderá explorar com o aporte ao torneio sul-americano.

A Kaiser é o terceiro grande patrocinador que a Copa Santander Libertadores anunciou para esta temporada. Os outros neófitos na lista de investidores do torneio são a empresa de eletrônicos Samsung e a rede de restaurantes fasf food McDonald’s.