Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Koch procura patrocinador máster para futebol de areia

Clubes têm suporte da Koch Tavares para participarem da temporada

Rodrigo Capelo em São Paulo - SP Publicado em 23/03/2012, às 13h15

Imagem Koch procura patrocinador máster para futebol de areia
Clubes têm suporte da Koch Tavares para participarem da temporada

Clubes têm suporte da Koch Tavares para participarem da temporada

Ao mesmo tempo em que é realizada a primeira edição do Campeonato Brasileiro de futebol de areia, a Koch Tavares, agência de marketing esportivo responsável pela organização, se empenha em encontrar patrocinadores para toda a temporada da modalidade no país. A meta é repetir a fórmula adotada com a seleção brasileira, que tem aportes de Gillette, Duracell, Itaú, Chevrolet e Nike para todo o ano.

A agência dividiu a atuação no futebol de areia em duas plataformas: seleção e clubes. A primeira já está consolidada, e a segunda terá neste ano pela primeira vez um calendário mais completo. Agora, disputa-se o Brasileiro, mas ainda haverá o Mundialito de Clubes em São Paulo, um circuito nacional com pelo menos quatro etapas e uma etapa do circuito internacional a ser disputada em solo brasileiro.

Existe a possibilidade de firmar aportes pontuais para apenas uma competição. No caso do Mundialito, que será disputado pela segunda vez na represa do Guarapiranga, já estão fechados os patrocínios de Brahma, Dolly, Gillette, Sabesp e prefeitura e governo de São Paulo. Mas a principal meta é mesmo conseguir parceiros que sustentem a temporada como um todo, de março a novembro.

"O que deixa a gente bastante animado é que a plataforma já está bem definida", conta José Augusto, diretor comercial da Koch. Entre as propriedades disponíveis, também estão os clubes. Para o Mundialito, estão confirmados Vasco, Flamengo, Corinthians, Santos e Botafogo - apenas o último não esteve presente na edição do ano passado. Mas nenhum deles conseguiu algum patrocínio.

Esses times, na verdade, irão compor a temporada graças aos esforços da agência. A Koch assumiu a responsabilidade de conseguir fontes de recursos para essas equipes, pois sem isso clubes como o Santos, que no início deste ano desativou equipes de futebol de salão e futebol feminino, não iriam manter um elenco de futebol de areia. Patrocínios a atletas são a última possibilidade oferecida.