Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Lewis Hamilton é novo embaixador global da Tommy Hilfiger

Marca norte-americana de moda havia fechado com equipe Mercedes no mês passado

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 15/03/2018, às 07h43 - Atualizado às 10h43

Imagem Lewis Hamilton é novo embaixador global da Tommy Hilfiger

Foto: Reprodução / Twitter (@TommyHilfiger)

O piloto britânico Lewis Hamilton é o novo embaixador da marca de moda norte-americana Tommy Hilfiger. A assinatura do contrato ocorre pouco mais de um mês após a marca ter fechado com a Mercedes e voltado à Fórmula 1 depois de 17 anos de ausência. Valores e duração não foram divulgados.

Com o acerto, a Tommy Hilfiger mostra que um de seus focos para 2018 realmente está na principal categoria do automobilismo mundial. E mais do que isso: no número de seguidores de Lewis Hamilton nas redes sociais. A marca quer aproveitar para “conversar” com as 17 milhões de pessoas que curtem o piloto no mundo virtual.

“Hamilton tem construído uma carreira incrível como um piloto com paixão, dedicação e trabalho duro, os valores que eu também sempre apliquei desde a fundação da marca. Além disso, ele oferece à sua audiência uma visão única do que se passa nos bastidores do mundo das corridas de Fórmula 1 e de sua vida pessoal”, afirmou o próprio Tommy Hilfiger, estilista e criador da marca que leva seu nome.

O britânico é o segundo nome de peso do esporte que vira embaixador da marca. Até então o único era o tenista espanhol Rafael Nadal.

A história da Tommy Hilfiger na F1 começou em 1991, como patrocinadora da Lotus. O acordo durou quatro anos. Depois, em 1998, a marca assinou com a Ferrari por três anos. No final de 2000, no entanto, não houve renovação, e a empresa saiu.

O retorno da Tommy Hilfiger após 17 anos se deu quase três meses após o anúncio de saída da sua concorrente alemã Hugo Boss, que foi parceira da Fórmula 1 por quase 40 anos. A marca foi patrocinadora da McLaren por cerca de 30 anos, no período mais bem-sucedido da história da equipe. Entre 2015 e 2017, a empresa patrocinou a Mercedes e esteve presente nos títulos de Lewis Hamilton (2015 e 2017) e Nico Rosberg (2016) pela equipe alemã.