Mangueira acerta renovação com Petrobras

Basquete feminino, porém, segue sem patrocinadores específicos

Basquete feminino, porém, segue sem patrocinadores específicos

O Mangueira/Petrobras, equipe de basquete integrante da Liga de Basquete Feminino (LBF), acertou a renovação do patrocínio da Petrobras. A companhia, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, irá dar suporte financeiro à escola de samba por mais um ano. A novidade representa alívio aos dirigentes do time.

O aporte ainda depende de reunião a ser realizada no início de fevereiro, agendada para finalizar tr"mites relativos à renovação. "Se tudo for aprovado, como é esperado, estaremos mais tranquilos por mais doze meses em relação à base", explica Samuel Belarmino, coordenador administrativo do Mangueira, à Máquina do Esporte.

Os valores depositados pela Petrobras, entretanto, serão diluídos entre as áreas de atuação da escola de samba, sobretudo entre categorias de base. O basquete feminino profissional, por sua vez, segue sem patrocinador próprio. A falta de parceiros dificulta o fortalecimento da equipe, atualmente no sexto lugar da competição nacional.

Ao contrário de outros times, o Mangueira não possui o suporte da cidade natal, Rio de Janeiro, pois a capital possui ampla gama de clubes esportivos. As equipes paulistas, contudo, são mantidas por prefeituras de cidades do interior do Estado, como a líder do torneio, Americana, com oito vitórias em nove jogos disputados.