Milan é time com maior penetração na China, diz pesquisa

Após levar jogos para a China, 31% dos chineses torcem pelo Milan

Após levar jogos para a China, 31% dos chineses torcem pelo Milan

Com a crise econômica na Europa e mercado ainda pouco disponível para o futebol nos Estados Unidos, a China tem se tornado um dos alvos preferenciais de clubes de futebol europeus. E, segundo pesquisa feita pela agência Titan Sports, o Milan, da Itália, é aquele que possui maior penetração no país asiático.

De todo o negócio que envolve produtos da Adidas relativos ao Milan, por exemplo, a China representa 18%. Entre todos os produtos comercializados pela fabricante alemã, os italianos são os que geram a maior parte das vendas, 37%, à frente de times como Bayern de Munique, Chelsea e Real Madrid, outros patrocinados pela companhia.

Esses números fizeram com que o estudo avaliasse o clube italiano como o mais influente na região. Em outro indicador, aponta-se que 31% dos chineses torcem pelo Milan, novamente à frente de clubes como Barcelona e Manchester United, tradicionalmente reconheciso como maiores marcas no Ocidente.

Outros fatores estimam que a China é um dos mercados a serem priorizados por times de futebol de outros países. O crescimento da população no país, sobretudo entre a classe média, aquela que está alavancando o desempenho da economia local, é um dos pontos que reforça o potencial chinês.

Esse resultado está atrelado a determinadas atitudes tomadas pelo Milan na Ásia. A Copa TIM, disputada por equipes italianas, por exemplo, foi levada pelo clube para o país neste ano e conseguiu audiência de aproximados 72 milhões de pessoas. Foi o evento esportivo mais visto na China neste ano.